Coronavírus

Taxa de letalidade real da Covid-19 é de 0,6%, aponta OMS

Taxa de letalidade real da Covid-19 é de 0,6%, aponta OMS

Compartilhar
Imagem de perfil de Sanar

A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que a taxa de letalidade real da Covid-19 atualmente seja de 0,6%. A afirmação, baseada em estudos, foi feita por Maria Van Kerkhove, chefe do Departamento de Doenças Emergentes da instituição. 

Apesar de estar abaixo de 1%, o número ainda é considerado muito alto pela OMS. Kerkhove ainda afirmou que a porcentagem atual de 3,8%, retirada com base nos 686 mil óbitos entre os aproximadamente 17 milhões de casos, não corresponde a letalidade real do novo Coronavírus.

A queda dos indicadores pode ser atribuída à melhora na capacidade de tratamento dos pacientes com casos mais graves da doença. Entretanto, ela ainda é considerada uma taxa alta por conta da grande capacidade de transmissão do patógeno. 

Para termos uma ideia da dimensão disso, podemos fazer uma comparação. Em 2009, ano da pandemia de influenza A (H1N1), a taxa de letalidade era de 0,01%. Isso significava que a cada 10 mil infectadas, uma pessoa morria. 

“Este vírus é muito mais mortal e isso indica que é preciso evitar se contaminar. É o principal. Embora os sintomas em alguns não sejam graves, é preciso evitar transmitir a doença para outras pessoas. É muito importante ter solidariedade conjunta”, afirmou o diretor-executivo para Emergências da OMS, Mike Ryan.

Em três meses, taxa de letalidade cai pela metade no Brasil

A taxa de letalidade da Covid-19 no Brasil caiu de 6,9% para 3,4% nos últimos três meses. Os dados foram comparados entre o dia 3 de maio e a última segunda-feira, 3 de agosto. 

Ao longo dos últimos meses, o percentual já estava apresentando redução constante: 5,5% em 3 de junho e 4,1% em 3 de julho. Já a incidência dos casos por 100 mil habitantes no país é de 1.333,3.

As autoridades de saúde do país apontam que entre as razões para essa redução estão: o aumento da testagem e, principalmente, a maior e melhor capacidade de tratamento dos pacientes com casos mais graves do novo Coronavírus.

Atualmente, o índice do Brasil é melhor que o mundial e de muitos países da Europa. Como, por exemplo, Itália (14,2%), Espanha (9,9%), Suécia (7,1%) e Alemanha (4,3%).

Mas, ainda é superior ao Estados Unidos (3,3%), Índia (2,1%) e Nova Zelândia (1,8%), segundo informações veiculadas pelo Our World in Data e divulgadas pelo portal da revista Veja.

Como é feito o cálculo do índice de letalidade?

A conta não é difícil. O índice é medido pelo número total de óbitos em relação à quantidade de casos confirmados de infecção pela Covid-19. 

Vale destacar que a agência Our World in Data considera ainda os casos subnotificados. Ou seja, a quantidade de pessoas que não apresentam sintomas ou que apenas sintomas leves e não são diagnosticadas com o novo Coronavírus. 

Taxa de letalidade, total de casos e mortes por covid-19 no Brasil e no mundo 

Até o início desta quinta-feira, 6 de agosto, o Brasil contava com mais de 2,8 milhões de casos confirmados e 97.418 mortes pela Covid-19, o que, como já mencionamos acima, nos dá uma taxa de 3,4%. 

Os estados que lideram, por número de casos de covid-19 são: 

  • São Paulo (4,12% de taxa de letalidade, 585.265 casos e 24.109 mortes)
  • Ceará ( 4,34% de taxa de letalidade 181.443 casos e 7.867 mortes)
  • Bahia ( 2,08% de taxa de letalidade 179.737 casos e 3.736 mortes)
  • Rio de Janeiro ( 8,02% de taxa de letalidade 172.679 casos e 13.855 mortes)
  • Pará ( 3,62% de taxa de letalidade 160.695 casos e 5.818 mortes)

Em todo o mundo, os Estados Unidos lideram com mais de 4,9 milhões de casos confirmados e 160 mil mortes. E outro país que está com uma curva muito ascendente no total de registros da doença e novos óbitos é a Índia: mais de 1,9 milhão e 40 mil, respectivamente. 

Confira o vídeo:

Posts relacionados: