Colunistas

Tipologias familiares | Colunistas

Tipologias familiares | Colunistas

Compartilhar

Fernanda Silveira Vieira

5 min há 84 dias

Vamos descobrir um pouco sobre as tipologias familiares e suas diversas características.

  • Família Matrimonial: formada pelo casamento.
  • Família Informal: formada pela união estável.
  • Família Monoparental: qualquer um dos pais com seu filho (ex.: mãe solteira e seu filho).
  • Família Anaparental: Sem pais, formadas apenas pelos irmãos.
  • Família Reconstituída: Pais separados, com filhos, que começam a viver com outro também com filhos.
  • Família Unipessoal: Apenas uma pessoa, como uma viúva, por exemplo.
  • Família Paralela: O indivíduo mantém duas relações ao mesmo tempo, por exemplo, casado que também possui uma união estável.
  • Família Eudemonista: formada unicamente pelo afeto e solidariedade de um indivíduo com o outro, buscando principalmente a felicidade.
Fonte: GOOGLE

Classificação de Kaslow:

É um arranjo de membros que compõem uma família, e pode ter diversas classificações.

  • Família nuclear: Duas gerações com filhos biológicos, mais comum em culturas ocidentais. É composta por um homem e uma mulher, onde ambos mantêm um relacionamento com um ou mais filhos.
  • Popenoe: Família nuclear tradicional, ou seja, a esposa é dona de casa e o marido sustenta a família.
  • Famílias extensas, com três ou quatro gerações: Composto por familiares e agregados que habitam o mesmo local.
  • Famílias adotivas: familiares que adotam um filho não consanguíneo.
  • Casais: casais que se enlaçam matrimonialmente, mas que não tem filhos.
  • Famílias monoparentais: Composto por um pai ou mãe, que cuida de uma criança abaixo de 18 anos.
  • Famílias Homoafetivas com ou sem filhos: Casais homossexuais, ou seja, constituída do mesmo sexo, que adotam ou não filhos.
  • Famílias reconstruídas: Uniões constituídas por pessoas que se divorciaram, e construíram novas famílias.
  • Várias pessoas vivendo juntas, sem laços legais: Casa compartilhada, por exemplo: repúblicas.

Qual a importância da família?

Fonte: Fernanda Silveira Vieira

Família e a Constituição Federal Brasileira

Na Constituição brasileira, tal conceito exige muitas formas de organizações nas relações de familiares e membros da casa.

Nos últimos tempos, o conceito de “Família” vem adquirindo um novo conceito, tanto em questão do matrimônio, quanto na procriação, sendo ela consanguínea ou não.

Evolução de Famulus ao longo da história

No início da história do mundo, o conceito de família era aceito como o grupo de servos domésticos, ou seja, os plebeus e escravos, no qual não tinham direitos e eram considerados como instrumento serviçal.

Durante o império romano, família passou a ser uma união entre duas pessoas e seus nascidos vivos, sendo que os ensinamentos transmitiam de pais para filhos.

Na idade média, iniciou-se a união matrimonial, com o sacramento, sendo que, marca a relação entre a Igreja e o Estado, onde a surgiu como Instituição Sagrada, indissolúvel e destinada à reprodução. Além, da consolidação da família tradicional.

Surge a ideia do casamento como uma instituição sagrada, indissolúvel e destinada à reprodução. É durante esse período que se consolida o conceito de família tradicional composto por pai, mãe e seus filhos.

No século XVIII, a Revolução Industrial fez um desenvolvimento das relações dos diversos tipos de famílias. Onde, houve uma transformação de seus próprios conceitos.

Nos dias atuais, o desfecho mudou, hoje há uma aceitação de diversos tipos de famílias, de uma forma tradicional.

Imagem: Mundo. UOL
Consideramos justa toda forma de amor.
(Lulu Santos)

Autora: Fernanda Silveira Vieira

Instagram: @fer.silveira.vieira

https://instagram.com/fer.silveira.vieira?r=nametag

O texto acima é de total responsabilidade do autor e não representa a visão da sanar sobre o assunto

Gostou do artigo? Quer ter o seu artigo no Sanarmed também? Clique no botão abaixo e participe

Referências

Conceitos de família e a tipologia familiar: aspectos teóricos para o trabalho da equipe de saúde bucal na estratégia de saúde da família, disponível em:

https://portaldeboaspraticas.iff.fiocruz.br/wp-content/uploads/2017/10/4-CARNUT-Leonardo-FAQUIM-Juliana.pdf

Os vários “tipos” de família, por Leonardo Petró de Oliveira, disponível em: https://leonardopetro.jusbrasil.com.br/artigos/459692174/os-varios-tipos-de-familia#:~:text=Fam%C3%ADlia%20Matrimonial%3A%20formada%20pelo%20casamento,pais%2C%20formadas%20apenas%20pelos%20irm%C3%A3os.

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.