Outros

Tipos de infarto que você precisa conhecer

Tipos de infarto que você precisa conhecer

Compartilhar
Imagem de perfil de Carreira Médica

Você sabia que existem 5 tipos de Infarto Agudo do Miocárdio? Nesse texto você vai conferir um pouco sobre cada um deles e descobrir como se preparar para atender um paciente com IAM.

As doenças cardiovasculares são responsáveis por cerca de 30% da mortalidade no Brasil. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, 14 milhões de brasileiros tem alguma doença no coração e 400mil morrem anualmente em decorrência delas.

As causas cardiovasculares também são as que mais matam no pronto-socorro, as vezes por falta de conhecimento. Se o profissional conhecesse o correto manejo e diagnóstico, o desfecho do paciente poderia ser outro.

Por isso, é fundamental que você, estudante ou médico formado, saiba como manejar um paciente cardiopata. E, pensando nisso, separamos 5 tipos de IAM para você conferir.

Os tipos de infarto

Tipo 1: Instabilidade da Placa

Esse é o infarto “clássico”, relacionado à ruptura de placa aterosclerótica, fixação, erosão ou dissecção com trombo intraluminal. Assim, ele leva a uma diminuição do fluxo sanguíneo, com consequente necrose do miócito.

Tipo 2: Desbalanço de oferta e demanda

Como o próprio nome diz, esse é um infarto gerado por um desbalanço entre a oferta e a demanda de oxigênio do músculo cardíaco.

Basicamente, no tipo 1 a oferta de oxigênio é diminuída de forma abrupta dada a oclusão ou subclusão. Já no tipo 2, são vários os mecanismos que podem ter sido envolvidos. Como, por exemplo, um vasoespasmo coronário ou IAM secundário a uma embolia coronariana.

Tipo 3: Morte Súbita

Nesse caso, o Infarto Agudo do Miocárdio evoluiu para uma morte súbita. Assim, não houve tempo para colher e avaliar os biomarcadores de necrose.

Tipo 4: Relacionado a ATC

Esse tipo de IAM, relacionado à angioplastia, é dividido em:

  • 4a: quando ocorre uma elevação acima de 4x da troponina basal.
  • 4b: quando ocorre trombose do stent/manifestação de isquemia.
  • 4c: relacionado a reestenose de stent.

Tipo 5: Relacionado a Cirurgia Cardíaca

O último tipo é relacionado à cirurgia de revascularização miocárdica. Mais especificamente aos diversos fatores que podem causar lesão miocárdica durante esse procedimento.

Quer saber mais sobre IAM? Confira aqui a dica do SanarFlix!

Compartilhe com seus amigos: