Alergologia e imunologia

UM POUCO MAIS SOBRE A VACINA | Colunistas

UM POUCO MAIS SOBRE A VACINA | Colunistas

Compartilhar

Fernanda Silveira Vieira

8 minhá 11 dias

Vamos conversar um pouco sobre os tipos de vacina, história, PNI, como funciona, onde e quando foi fundado.

Fonte da imagem: G1- globo

O QUE É VACINA E COMO SURGIU?

O objetivo das imunizações é nos proteger de doenças e ajudar o organismo a combatê-las. Seus primeiros vestígios surgiram na China no século X, para a cura da Varíola, porém, as formas de vias eram diferentes. Um pó era assoprado no rosto desse doente. Como também, na Turquia e na África. Em 1798, Edward Jenner fez a testagem de dois vírus em um garoto, dando origem a Variolae Vaccinae. Onde vacinnus, se deu através de vacas.

Já em 1804, a vacina chegou ao Brasil, e, em 1820, foi marcado o primeiro mapa anual da vacinação em massa.

VAMOS FALAR UM POUCO SOBRE A IMUNOLOGIA DAS VACINAS?

O sistema imunológico é responsável pela proteção do corpo contra as infecções que foram causadas pelos patógenos, onde há dois tipos de respostas, sendo elas: a resposta imune inespecífica e a específica.

A resposta imune inespecífica: São são os mecanismos de defesas, onde estão disponíveis de uma forma definitivo, sendo divididos em mecanismos químicos e mecânicos, como a mastigação, o suor, a pele. E as respostas celulares, como as respostas inflamatórias.

A resposta imune específica: São são os desenvolvimentos das produções de anticorpos para o antígeno, ou seja, os microrganismos invasores.

Temos dois tipos de antígenos, sendo eles a imunidade adquirida naturalmente e artificialmente.

Na imunidade adquirida natural ativa, é onde o contato com o antígeno estimula a produção de anticorpos e na passiva, os anticorpos são recebidos por transmissão vertical, ou seja, através da placenta.

Na imunidade adquirida artificialmente, a ativa são antígenos via vacina, onde há um estímulo da formação de anticorpos, e na passiva, o organismo recebe os anticorpos pré-formados, em formas de soros ou imunoglobulinas.

QUAL O OBJETIVO DA IMUNIZAÇÃO?

Seu objetivo é reduzir as taxas de morbimortalidade, causadas por agravos de doenças imunopreveníveis, onde permite a prevenção e o controle, a eliminação e a erradicação das mesmas, através de imunidades adaptativas e memória imune.

Na preparação há microrganismos atenuados, com peptídeos sintéticos, DNA recombinantes inseridos com vetores de baixa virulência, baseando-se em microrganismos inativos ou com frações de antígenos, para que haja uma movimentação de memória imunológica.

Fonte: Unesp- FCAV

OS MECANISMOS DE AÇÃO VÊM DE DIFERENTES FORMAS, SENDO ELAS:

  • Por suspensão de bactérias vivas atenuadas, como a BCG;
  • Suspensão de bactérias avirulentas ou mortas, como a Febre Tifoide;
  • Componentes de Bactérias, como os polissacarídeos dos meningococos;
  • Toxinas feitas através de cultura de bactérias, com modificações químicas ou físicas, exemplo a de tétano;
  • Vírus atenuados vivos, como a vacina oral contra a poliomielite;
  • Vírus inativos, como a da raiva;
  • Frações de vírus, como a hepatite B.

Sendo elas respostas primárias ou secundárias.

COMO FUNCIONA O PNI?

O Programa Nacional de Imunização foi criado em 1973 e teve um grande papel na formulação do SUS. Sua política é impactada diretamente na redução, eliminação e erradicação de doenças, com vacinas e vigilância;.

É o PNI que define os calendários de vacinação, com as situações epidemiológicas, riscos, vulnerabilidade, especificidades sociais e orientações específicas para cada idade.

Onde, seu objetivo é de promover a garantia de qualidade dos imunobiológicos adquiridos e ofertados para toda a população, como a REDE FRIO.

O êxito das imunizações, resulta em gestão, aquisição, planejamento, infraestrutura, logística, treinamento e recursos humanos, onde há diferentes atuações, para uma melhor segurança para os imunobiológicos para os cidadãos brasileiros.

Há uma portaria onde delibera um calendário de vacinação, composto por 20 imunobiológicos, que visam proteger a população, disponibilizados pelo CENTRO DE REFERÊNCIA PARA IMUNOBIOLÓGICOS ESPECIAIS (CRIE). Tal portaria é de nº 1533, de 18 de agosto de 2016.

COMO FUNCIONA O PROCESSO DE PRODUÇÃO DAS VACINAS EM SUAS DEVIDAS ETAPAS:

  • Há uma produção do IFA (Ingredientes farmacêuticos ativos);
  • Há dois tipos de vacinas: Líquidas e Liofilizadas;
  • Logo após, há uma formulação;
  • Passando por uma envase;
  • Que pode ou não virar uma Liofilização (retirar água) e vai até a recravação (colocadas em frascos);
  • Após, há uma revisão de cada processo;
  • É feito a rotulação dos imunobiológicos;
  • E a embalagem de cada um, cuidadosamente;
  • Logo após, vai para o centro de armazenamento de produtos acabados;
  • E é distribuído para as diversas localizações do BRASIL;
  • Através da CENADI e do DAF.

COMO FUNCIONA OS CUIDADOS COM A CONSERVAÇÃO DOS IMUNOBIOLÓGICOS?

As geladeiras laboratoriais, devem estar entre 2 a 8 ºC, e não podem sofrer perda de potência no armazenamento das mesmas.

REGRAS IMPORTANTES DE REFRIGERAÇÃO:

Dentre essas regras, é importante colocar os gelos recicláveis em posição vertical, para que caso ocorra, uma queda de energia, não percam os imunobiológicos;

As vacinas que podem ser congeladas, devem estar na primeira prateleira, com bandejas perfuradas para que haja uma circulação de ar;

Na segunda prateleira, terá os que não podem ser congelados, em bandejas perfuradas para entrada e saída de ar;

Colocar na terceira prateleira, soros, diluentes e caixas com vacinas bacterianas, entre 2ºC e 8ºC;

Colocar o termômetro de máximo e mínimo em posições verticais;

Retirar as gavetas da área inferior debaixo da geladeira e colocar garrafas de água com a temperatura interior estável;

Proibido o uso de bobinas de gelo reciclável para substituir garrafas;

A porta não deve ser aberta a quaisquer momentos, e ficar sempre longe das fontes de calor.

O QUE PREJUDICA A REFRIGERAÇÃO DA GELADEIRA?

  • Falta de monitoramento;
  • Falta de manutenção;
  • Desorganização da geladeira, etc.

VIGILÂNCIA VIA INTERNET

Há um sistema de monitoramento dos imunobiológicos, através de um SMS ou por via WhatsApp/ e-mail, a tempo real. Onde reduz os riscos de perda de vacinas.

É IMPORTANTE QUE AS EQUIPES DAQUELE LOCAL DE ARMAZENAMENTO ESTEJAM AVISADAS SOBRE AS REGRAS, PARA QUE NÃO HAJA UMA PERCA DE IMUNOBIOLÓGICOS.

Fonte: Portal PEBMED.

Autora: Fernanda Silveira Vieira

Instagram:@fer.silveira.vieira https://instagram.com/fer.silveira.vieira?r=nametag

O texto acima é de total responsabilidade do autor e não representa a visão da sanar sobre o assunto

Gostou do artigo? Quer ter o seu artigo no Sanarmed também? Clique no botão abaixo e participe

Referências:

Toledo, SOLHA, Raphaela Karla D. Saúde coletiva para iniciantes – políticas e práticas profissionais – 2ª edição – 2018. Editora Saraiva, 2018. [Minha Biblioteca].

Abul K. Abbas. Imunologia Celular e Molecular. Grupo GEN, 2019. [Minha Biblioteca].

Robert Kliegman. Nelson – Tratado de Pediatria. Grupo GEN, 2017. [Minha Biblioteca].

Portal Fiocruz;

http://bvsms.saude.gov.br/bvs/dicas/51vacinacao.html

https://www.hospitalsiriolibanes.org.br/imprensa/noticias/Paginas/As-vacinas-que-os-adultos-precisam-tomar.aspx

http://portalms.saude.gov.br/noticias/agencia-saude/42849-vacina-de-febre-amarela-sera-ampliada-para-todo-o-brasil

https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/funasa/salavac_treinando_textos11_20.pdf

https://integrada.minhabiblioteca.com.br/#/books/9788536530581/cfi/109!/4/4@0.00:61.6

http://lineu.icb.usp.br/~farmacia/ppt/vacinas_2013.pdf

https://sbim.org.br/calendarios-de-vacinacao

http://www.atenas.edu.br/uniatenas/assets/files/magazines/A_DESCOBERTA_DA_VACINA_uma_historia_de_sucesso_no_combate_a_grandes_epidemias.pdf

https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-59701999000200002#:~:text=A%20vacina%20antivari%C3%B3lica%2C%20surgida%20em,pox%20(p%C3%BAstula%20da%20vaca).

https://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/manual_procedimentos_vacinacao.pdf

Livro ROOT – minha biblioteca

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.