Coronavírus

Vídeo mostra animação em 3D do coronavírus

Vídeo mostra animação em 3D do coronavírus

Compartilhar

Sanar Medicina

3 min há 439 dias

Uma animação em 3D do novo coronavírus foi criada pela empresa Visual Science. Esta é considerada a representação visual que mais se aproxima da estrutura do SARS-CoV-2. A fim de criá-la o mais realista possível, a empresa baseou-se em pesquisas científicas e dados compartilhados por virologistas. Confira a descrição do modelo e, logo abaixo, a animação produzida.

Estrutura do SARS-CoV-2

No vídeo abaixo, a estrutura extremamente microscópica do vírus é destacada. Esta poderia ser comparada a largura de 1/1.000 de um fio de cabelo humano.

O nucleocapsídeo destaca-se em verde, e abaixo deste, as estrutras em cor de rosa são a representação do material genético viral, formado por RNA. Dessa forma, o material é envolvido e protegido pela capa de proteínas nucleocapsídeas.

O envelope que envolve o núcleo é formado por membrana do hospedeiro, associada a matriz de proteínas codificadas pelo material genético viral.

Destacando-se para fora do envelope, isto é, na superfície, estão as proteínas Spike, que formam espécie de “coroa” no vírus, de onde vem a origem do nome coronavírus.

As proteínas Spike têm papel fundamental no ciclo de vida do vírus. Pois é através delas que o SARS-CoV-2 liga-se e adentra a célula do hospedeiro. A ligação é feita através do receptor da Enzima Conversora de Angiotensina 2 (ACE2).

As proteínas virais induzem a célula hospedeira a produzirem proteínas do próprio vírus, e assim multiplicam as partículas virais. Este processo destrói a célula hospedeira.

No vídeo, os anticorpos produzidos em resposta à infecção também são ilustrados, na cor cinza. Em suma, estes anticorpos ligam-se às proteínas Spike, impedindo o vírus de se ligar à célula hospedeira. Além disso, os anticorpos desencadeiam resposta imune que ataca e destrói o vírus.

Confira o vídeo da animação em 3D do novo coronavírus:

Vídeo: 3D model of the SARS-CoV-2 virus at atomic resolution

O Estúdio Visual Science empregou técnicas de bioinformática conforme as usadas para pesquisas de novas drogas. Os dados coletados dos virologistas estão disponíveis no Protein Data Bank, banco de dados de compartilhamento mundial de informações.

A Visual Science é uma empresa sem fins lucrativos, especializada em desenvolvimento de animações na área biomédica. Nesse sentido, já produziu animações para outros patógenos, como o vírus HIV, Influenza A/H1N1, Ebola, Zika e Papiloma.

Clique aqui para seguir o perfil da empresa no Instagram e, dessa forma, acompanhar outras animações produzidas.

Confira o vídeo:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.