Início

Tudo sobre o ciclo básico da Medicina

Semiologia do sistema respiratório: Resumo com mapa mental | Ligas

A semiologia, ou propedêutica, é a área da medicina relacionada ao estudo dos sinais e sintomas das doenças humanas. Nesta investigação, deve-se realizar um exame clínico de qualidade, que engloba a anamnese e o exame físico. A seguir vamos discutir as principais orientações para a realização do exame clínico do sistema respiratório. Correlacionaremos, também, os achados semiológicos e as principais doenças do sistema respiratório. Não perca essa discussão! Sistema respiratório O sistema respiratório pode ser dividido em sistema respiratório superior e sistema respiratório inferior. A avaliação clínica do sistema respiratório envolve obrigatoriamente o sistema respiratório superior, que é composto por fossas nasais, nasofaringe, orofaringe, laringofaringe e laringe. Já o trato respiratório inferior compreende a traqueia e todas as estruturas inferiores até o parênquima pulmonar. Abaixo trazemos a representação da divisão pulmonar em lobos e segmentos broncopulmonares, relacionada ao arcabouço esquelético que compõe a parede torácica. Entender a localização pulmonar em relação aos ossos da parede torácica é essencial para determinar os pontos de ausculta pulmonar! Observe que o pulmão esquerdo possui apenas lobo superior e inferior, enquanto o pulmão direito possui lobo superior, médio e inferior. Figura 1 – Vista anterior da parede torácica, com destaque aos segmentos pulmonares.Fonte: Netter (2015) Figura 2 – Vista posterior da parede torácica, com destaque aos segmentos pulmonares.Fonte: Netter (2015) Os pulmões são revestidos por uma membrana serosa única, chamada de pleura. Ela é constituída por dois folhetos. O folheto parietal está aderido à parede torácica e o folheto visceral está adjacente à superfície externa pulmonar. Apenas a pleura parietal é inervada. Entre esses dois folhetos forma-se a cavidade pleural, que contém pressão negativa e líquido seroso. Este líquido possibilita que

Descubra o quanto você aprendeu em 2021

2021 foi um ano cheio de desafios e aos poucos estamos voltando aquela rotina corrida da faculdade de medicina. Mais do que nunca, é preciso correr atrás para compensar a falta de aulas presenciais nos últimos dois anos e verificar se você realmente absorveu todos os conteúdos. Foi pensando nisso que o SanarFlix desenvolveu o seu 3º Simulado Nacional, para que os estudantes possam testar o quanto eles aprenderam em 2021. Ele ocorrerá no dia 28 de novembro (domingo), às 9h da manhã, e é dividido em Ciclo Básico (para alunos do primeiro ao quarto semestre) e Ciclo Clínico (para alunos do quinto ao oitavo semestre). A inscrição é gratuita e você ainda pode concorrer a prêmios. Saiba mais sobre o SanarFlix Por que eu devo me inscrever no 3º Simulado Nacional do SanarFlix? O Simulado do SanarFlix é uma excelente oportunidade para você colocar em prática tudo o que aprendeu em 2021. Se liga nas vantagens: Direcione os seus estudos: descubra quais são os seus pontos fortes e fracos, o que precisa ser revisado e o que você já está mandando muito bem.Prepare-se para as provas: você vai testar seus conhecimentos com questões reais que podem cair nas provas da sua faculdadeE como um incentivo adicional, o SanarFlix premiará os Top 3 alunos com as melhores notas! Quais são os prêmios do 3º Simulado Nacional do SanarFlix? Nada melhor que uma boa recompensa pelo seu esforço e dedicação não é? Então confira os prêmios que o SanarFlix preparou para os melhores colocados no ranking do simulado: Para quem fizer o simulado do ciclo básico, os prêmios são:

Resumo de Cavidade Oral: lábios, gengivas, língua, palato e mais!

Definição A região oral compreende a cavidade oral, os dentes, a gengiva, a língua, o palato e a região das tonsilas palatinas.  A cavidade oral consiste num local onde o alimento é ingerido e preparado para a digestão no estômago e no intestino delgado. Aos dentes, cabe a função de triturar o alimento que juntamente com a saliva proveniente das glândulas salivares, formará um bolo alimentar macio.  A deglutição é iniciada voluntariamente na cavidade oral, através da qual, o bolo alimentar é empurrado para a faringe através da atividade sincronizada da língua e do palato mole, onde ocorre a fase involuntária,ou seja, automática da deglutição. Cavidade oral A cavidade oral é o local que o sabor dos alimentos e das bebidas é percebido, onde o alimento é mastigado e manipulado pela língua para iniciar a deglutição. Ela possui duas partes principais: o vestíbulo da boca e a cavidade própria da boca.  vestíbulo da boca:  é uma região semelhante a uma fenda, localizada entre os dentes/gengiva e os lábios/bochechas. Comunica-se com o meio externo através da rima da boca, que é controlada pelos músculos periorais (orbicular da boca, bucinador, risório e os depressores e elevadores dos lábios).Cavidade própria da boca:  consiste no espaço entre as arcadas dentárias superior e inferior. O  teto é formado pelo palato duro e posteriormente é limitada pela parte oral da faringe. Quando a boca está fechada e em repouso, esta cavidade é totalmente preenchida pela língua Lábios Os lábios são considerados pregas musculofibrosas móveis que circundam a boca. Estendem-se dos sulcos nasolabiais lateral e superiormente até o sulco mentolabial inferiormente.  São formados pelo músculo orbicular da boca.

Resumo de Glândulas Salivares: estruturas, parótida, submandibular, Sublingual e menores

As glândulas salivares são glândulas exócrinas, que dão suporte ao sistema digestório e produzem saliva. Além das glândulas pequenas dispersas pela cavidade oral (se possível anexar link com o post de cavidade oral), existem três pares de glândulas salivares maiores: parótida, submandibular (ou submaxilar) e sublingual.  Em humanos, as glândulas salivares menores secretam 10% do volume total de saliva, mas são responsáveis por aproximadamente 70% do muco que é secretado. Saliva Como dito, a saliva é sintetizada pelas glândulas salivares e expelida na cavidade oral. Tem como principais objetivos: umidificar e lubrificar a mucosa oral e o alimento ingerido, iniciar a digestão de carboidratos e lipídios (por meio das atividades da amilase e da lipase lingual, respectivamente) e secretar substâncias germicidas protetoras, como a imunoglobulina A (IgA), a lisozima e a lactoferrina.  A saliva também tem papel crucial na manutenção de um pH neutro na cavidade oral (atua como um tamponamento) e forma uma película sobre os dentes por meio de proteínas salivares ricas em prolina, que se ligam ao cálcio.  Em algumas espécies, mas não em seres humanos, a secreção de saliva também é importante na regulação da temperatura corporal. Estrutura das glândulas salivares O parênquima das glândulas salivares maiores consiste em terminações secretoras e em um sistema de ductos ramificados que se arranjam em lóbulos, separados entre si por septos de tecido conjuntivo que se originam de uma cápsula de tecido conjuntivo rico em fibras colágenas que circunda e reveste essas glândulas. As porções secretoras glandulares têm dois tipos de células – serosas ou mucosas, além das células mioepiteliais não secretoras. Essa porção secretora precede um sistema de ductos cujos componentes modificam

Resumo de Fecundação: gametas, fases, zigoto e mais!

A fecundação é uma sequência complexa de eventos moleculares coordenados que se inicia com o contato entre um espermatozoide, gameta masculino e um oócito, gameta feminino e termina com a mistura dos cromossomos maternos e paternos formando uma célula diploide (zigoto) que na metáfase da primeira divisão mitótica transforma-se no embrião unicelular.  Normalmente, o local da fecundação é a ampola da tuba uterina e caso o oócito não seja fecundado na ampola, ele passa lentamente pela tuba e chega ao corpo do útero, onde se degenera e é reabsorvido.  Embora a fecundação possa ocorrer em outras partes da tuba, ela não ocorre no corpo do útero e leva aproximadamente 24 horas.  Sinais químicos (atrativos) secretados pelos oócitos e pelas células foliculares circundantes guiam os espermatozoides capacitados (quimiotaxia dos espermatozoides) para o oócito. Alterações em qualquer estágio na sequência desses eventos podem causar a morte do zigoto.  Gametas: FONTE: Embriologia clínica / Keith L. Moore, 10. ed – 2016. Acompanhe uma breve descrição comparativa entre os gametas reprodutores masculino e feminino:  TAMANHO: o gameta feminino é significativamente maior que o masculinoCROMOSSOMOS: o oócito SEMPRE libera um cromossomo X, enquanto o espermatozoide pode fornecer o cromossomo X ou Y. Em outras palavras, o sexo biológico (cromossômico) do embrião é sempre definido pelo pai. MOTILIDADE: oócito é imóvel enquanto o espermatozoide é móvel graças ao flagelo GAMETOGÊNESE: uma ovogônia produz um oócito, enquanto uma espermatogônia produz quatro espermatozoides.  Capacitação do espermatozoide:  O processo de capacitação (ou ativação) espermática ocorre dentro do trato reprodutor feminino, após depósito dos espermatozoides. Ocorrem uma série de modificações bioquímicas e estruturais na membrana do gameta masculino, especialmente na região do acrossomo,
Mostrar mais
Filtrar conteúdos
Filtrar conteúdos
Materiais
Áreas
Ciclos da medicina