Carreira em Medicina

Imunização de rebanho em Israel | Colunistas

Imunização de rebanho em Israel | Colunistas

Compartilhar
Imagem de perfil de Comunidade Sanar

Tudo que você precisa saber sobre a imunização de rebanho da COVID-19 em Israel!

Introdução

Em primeira análise, é de suma importância atentarmos para o atual foco de debate no cenário global: a infecção da COVID-19, uma vez que, desde o primeiro caso reportado oficialmente em Wuhan, província de Hubei, na China, no início do mês de dezembro em 2019, a doença se mostrou com elevada taxa de transmissibilidade e rápida disseminação entre os mais diversos países, fazendo com que a Organização Mundial de Saúde (OMS) a classificasse como uma pandemia.

O surto do novo coronavírus, o chamado SARS-Cov-2 (Severe Acute Respiratory Syndrome Coronavirus 2), causador do COVID-19, evidenciou um período de muitas inseguranças na vida das pessoas, pois, em comparação com a rapidez do alastramento mundial da doença, pouco se sabia sobre o vírus, os possíveis métodos de combate e a possibilidade de serem criadas vacinas efetivas contra o agente patológico em questão.

Assim, em meio às inúmeras incertezas e preocupações, a população mundial adotou medidas preventivas preconizadas pela OMS. Entre elas, temos: a higienização adequada das mãos, o uso de álcool em gel, o uso de máscaras, além do distanciamento social em locais com outras pessoas. Já no caso de profissionais da área da saúde, o uso dos equipamentos de proteção individual (EPIs) se tornou algo essencial, sendo eles: óculos de proteção ou protetor facial (face shield), máscara cirúrgica/N95, avental, luvas de procedimento, além da adequada lavagem das mãos e do uso de álcool em gel.

Sendo assim, tais adequações no estilo de vida e medidas de prevenção são necessárias a fim de proporcionar uma redução na taxa de ascensão dos números de contaminados e de óbitos pelo COVID-19, pois, ainda estamos vivenciando um período em que a vacinação da população está sendo realizada de maneira lentificada, em etapas de grupos etários específicos, em escala global.

Imunidade X Israel

Diante do atual cenário pandêmico vivenciado pela COVID-19, a imunidade celular se tornou um tema de extrema relevância e curiosidade por parte da população a nível global, pois muito se especula e espera acerca das vacinas contra o novo coronavírus, além de muitos quererem entender como são realizadas as respostas pelo corpo humano em relação ao combate ao vírus.

Em destaque bio-geopolítico, Israel se tornou um país com grande foco de debate entre os cientistas e jornalistas, visto que, em poucas semanas com o programa de vacinação de sua população, conseguiu vacinar a grande maioria dos israelenses, assim, muitos o levantaram em pauta e associaram ao país israelense a teoria da imunidade em rebanho, chamada por muitos autores de imunidade coletiva.

A chamada ‘‘imunidade em rebanho’’ se refere à situação em que ocorre uma grande redução da taxa de propagação de um vírus em uma certa população, seja ela feita de modo natural (ex: habitantes infectados naturalmente), ou por meio da imunização de vacinas. Assim, a transmissão do vírus sofre significativa redução, desaparecendo ou causando casos pouco alarmantes nesta mesma população.

Assim, esta forma de imunização é tida como uma barreira de proteção para toda a sua população, até mesmo aos que ainda não foram imunizados, pois, os que agora se encontram com imunidade biológica contra a infecção deixam de alimentar o aumento das taxas de propagação da doença.

Diante disso, o país israelense, que adotou majoritariamente pela vacina Pfizer/BioNtech para a vacinação de sua população, pode ter alcançado essa imunidade coletiva de maneira vacinal, e não pelo contato direto com a doença ativa, ao passo que mais de 54% de sua população foi vacinada completamente, ou seja, recebeu as duas doses da vacina. Dessa forma, Israel além de contribuir para que o número de casos de COVID-19 no país se reduza a cada dia mais, está progredindo para um caminho mais confortável e que, futuramente, poderá flexibilizar as medidas mais rígidas desencadeadas pela crise sanitária.

Conclusão:

O atual cenário global é de contínuo alarme e preocupação, mas, com o desenvolvimento das inúmeras vacinas, como CoronaVac, AstraZeneca e Pfizer/BioNtech, que auxiliarão na imunidade contra o SARS-CoV-2, é importante continuarmos com as medidas de prevenção, além de termos esperança e confiança de que estamos caminhando para o fim dessa pandemia do COVID-19.

Ademais, é válido ressaltar que, mesmo após vacinarmos, precisamos nos atentar para a possibilidade da reinfecção pelo vírus após a janela imunológica, pois não sabemos com exatidão se a imunidade proporcionada pelas vacinas é duradoura ou não, devido ao fato de não termos muito tempo de acompanhamento entre os vacinados para estudo. Sendo assim, é imperativo que todos continuem com as medidas de prevenção e higiene instituídas pela OMS para auxiliar no combate à COVID-19.

Lembre-se: o combate contra a COVID-19 é papel de todos!

Autor: Shaira Salvadora Cunha

Instagram: @shairasalvadora


O texto é de total responsabilidade do autor e não representa a visão da sanar sobre o assunto.

Observação: material produzido durante vigência do Programa de colunistas Sanar junto com estudantes de medicina e ligas acadêmicas de todo Brasil. A iniciativa foi descontinuada em junho de 2022, mas a Sanar decidiu preservar todo o histórico e trabalho realizado por reconhecer o esforço empenhado pelos participantes e o valor do conteúdo produzido. Eventualmente, esses materiais podem passar por atualização.

Novidade: temos colunas sendo produzidas por Experts da Sanar, médicos conceituados em suas áreas de atuação e coordenadores da Sanar Pós.


Referências:

A “IMUNIDADE DE REBANHO” É EFICAZ NO COMBATE AO CORONAVÍRUS? – https://coronavirus.saude.mg.gov.br/blog/100-imunidade-de-rebanho

BELASCO, Angélica Gonçalves Silva; FONSECA, Cassiane Dezoti da. Coronavírus 2020. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 73, n. 2, e2020n2, 2020. Disponível em: https://doi.org/10.1590/0034-7167-2020730201.

CHAVES, TS; BELLEI, NC. SARS-COV-2, o novo Coronavírus: uma reflexão sobre a Saúde Única (One Health) e a importância da medicina de viagem na emergência de novos patógenos. Revista Medicina [Internet]. 2020 Fev. 27 [cited 2020 May 31];99:1-4. DOI:10.11606/issn.1679-9836.v99i1pi-iv.

Covid-19: Israel pode ter atingido imunidade de rebanho, diz especialista – https://veja.abril.com.br/saude/covid-19-israel-pode-ter-atingido-imunidade-de-rebanho-diz-especialista/

FREITAS, André; NAPIMOGA, Marcelo; DONALISIO, Maria Rita. Análise da gravidade da pandemia de Covid-19. Epidemiologia e Serviços de Saúde [online]. v. 29, n. 2 [Acessado 11 Abril 2021] , e2020119. Disponível em: . ISSN 2237-9622. https://doi.org/10.5123/S1679-49742020000200008.

O que é imunidade de rebanho e quais as implicações? – https://jornal.usp.br/artigos/o-que-e-imunidade-de-rebanho-e-quais-as-implicacoes/

Organização Mundial da Saúde. WHO Coronavirus (COVID-19) Dashboard [Internet]. [place unknown]; 2021 Abr 11 [cited 2021 Abr 11]. Available from: https://covid19.who.int/. 

Teoria da imunidade de rebanho para Covid-19 funciona? – https://pebmed.com.br/teoria-da-imunidade-de-rebanho-para-covid-19-funciona/

XIAO, C. A Novel Approach of Consultation on 2019 Novel Coronavirus (COVID-19)-Related Psychological and Mental Problems: Structured Letter Therapy. Psychiatry Investigation [Internet]. 2020 Feb 25 [cited 2020 May 31];17:175-176. DOI 10.30773/pi.2020.0047.