Ciclo Clínico

O que é Amebíase? Entenda tudo sobre essa doença!

O que é Amebíase? Entenda tudo sobre essa doença!

Compartilhar

Editora Sanar

4 min há 1.598 dias

Quer saber tudo sobre a Amebíase? Você veio ao lugar certo! Neste conteúdo, saiba o que é amebíase, como é a sua transmissão, principais sintomas, tratamento e muito mais!

Esse conteúdo foi feito por:

Isabela Brito 1; Karolinne Nogueira 1; Luiza Cunha 1

 1 Acadêmicas de medicina do Centro Universitário de Belo Horizonte (UNIBH), Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil.   

Bons estudos!

O que é amebíase?

A amebíase é uma doença infecciosa causada por um protozoário, o E. histolytica. Cerca de 80% dos portadores são assintomáticos, sendo essa a principal dificuldade para a diminuição do número de casos.

Essa doença mata aproximadamente 100 mil pessoas por ano, sendo a segunda maior taxa de mortalidade por parasitose no Brasil. [1]

Como é feita a transmissão?

A E. histolytica possui dois estágios evolutivos: cisto e trofozoíta. Os cistos são a forma infectante, sendo adquiridos por meio da ingestão de água ou alimentos contaminados por fezes.

Os cistos, geralmente, resistem ao meio ambiente e acidez gástrica, eclodindo no intestino delgado onde liberam a forma trofozoíta que migra para o intestino grosso onde se colonizam, geralmente, aderidos a mucosa intestinal, vivendo em uma relação de comensalismo, na qual se alimentam de detritos e bactérias. Esse quadro ocorre em portadores assintomáticos.

Quando o equilíbrio entre parasita e hospedeiro é rompido, os trofozoítos migram para a submucosa intestinal, multiplicando-se ativamente e através da circulação porta podem atingir outros órgãos (forma extraintestinal), consistindo na forma virulenta.

Quais são os principais sintomas?

No intestino grosso, causa colite, que consiste em dor abdominal baixa, diarreia de pequeno volume e múltiplos episódios apresentando sangue, muco e pus nas fezes, em alguns casos.

Na forma extraintestinal podem ocorrer abscessos hepáticos, pulmonares e raramente cerebrais, podendo causar hepatomegalia, febre e sudorese noturna. Essas manifestações costumam ocorrer na ausência da doença intestinal².

Como é o tratamento para amebíase?

Pode ser feito com três tipos de amebicidas: os que atuam diretamente na luz intestinal, os tissulares que atuam no intestino e no fígado, e por aqueles que atuam tanto na luz intestinal quanto nos tecidos. Além da medicação, é necessário melhorias nos hábitos de higiene alimentar.

Profilaxia da Amebíase

Os principais métodos são: melhoria da condição sanitária com saneamento básico e educação da população sobre essa doença.

Como grande parte da disseminação está relacionada à portadores assintomáticos é importante que pessoas que manipulam alimentos sejam examinadas para detecção e tratamento da doença, além da correta higienização dos alimentos e tratamento da água.

REFERÊNCIAS

1 – NEVES, David Pereira. Parasitologia Humana. 12ª edição. São Paulo. Editora Atheneu, 2011.

2 – ARROJA, Bruno et al. Invasive amebiasis. Jornal Português de Gastrenterologia. 17 (6): 262-265. Nov/Dez – 2010. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0872-81782010000600004. Acesso em: 01 de maio de 2017.

3 – OLIVEIRA, de Miguel. Amebíase. Fundação Oswaldo Cruz.  Disponível em: http://www.invivo.fiocruz.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?infoid=90&sid=8. Acesso em: 01 de maio de 2017.

VEJA TAMBÉM

 

Posts relacionados

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.