Internato

Primeiro plantão: 5 dicas valiosas

Primeiro plantão: 5 dicas valiosas

Compartilhar

Carreira Médica

7 minhá 79 dias

O primeiro plantão de um médico é um momento especial, que é tão aguardado quanto temido. É a concretização de 6 anos de muito esforço, e por isso muitos estudantes não aguentam mais esperar para finalmente poderem atender como médicos. Por outro lado, o nervosismo de não estar totalmente preparado e de não saber o que fazer é muito comum.

Seja o seu primeiro plantão em pronto socorro ou em UTI, é muito importante fazer o máximo possível para estar pronto e seguro para atender os seus pacientes.

Afinal, é fazendo plantão que a maioria dos médicos recém formados começa a ganhar dinheiro, mesmo que esteja na preparação ou durante a residência. Então não dá pra arriscar estar mal preparado e prejudicar o seu ganha pão, muito menos o bem estar dos seus pacientes.

Por isso, separamos algumas dicas para que você fique mais tranquilo e saiba o que te espera e o que fazer!

1) Não tenha medo de perguntar

Todos os médicos passam pelo primeiro plantão. E nenhum deles nasceu pronto ou nunca teve alguma insegurança sobre esse momento. Por isso, use e abuse da experiência de outros profissionais para buscar orientações e conselhos de quem já passou por isso.

Assim, você você pode conversar e tirar as suas dúvidas tanto com amigos mais experientes e antigos colegas de curso quanto com os outros profissionais do hospital em que você for atender.

Por exemplo, se um amigo seu formou no ano anterior ao você, você pode perguntar para ele o que ele teve que lidar no primeiro plantão, como ele se sentiu, p que ele levou pra lá, o que você quiser saber.

Ao passo que já durante o serviço você pode pedir ajuda para outros médicos ou com a enfermagem para saber algo específico do local de trabalho. Aí entra onde encontrar alguns materiais, quais os protocolos específicos de lá, quais as enfermidades mais comuns no atendimento, enfim, tudo que a experiência de quem já está trabalhando há mais tempo do que você pode te dar.

2) Antecipe o que você pode encontrar no seu primeiro plantão

Uma dica fundamental é antecipar, a partir do seu local de atendimento, que tipo de paciente você irá atender. Se o seu primeiro plantão for em uma UTI, por exemplo, é bom você estar confiante nos protocolos de manejo dos pacientes graves. Talvez seja bom revisar antes alguns pontos críticos, e refletir sobre as suas capacidades para realizar os procedimentos.

Se você está muito inseguro para realizar intubações, não sabe lidar sobre muita pressão ou acha que não conseguiria dar conta de um protocolo de PCR, talvez uma UTI não seja indicada para o seu primeiro plantão.

Mas se você for atender em uma emergência comum, também existem fatores para se atentar. Você provavelmente vai ter que lidar com doenças infecciosas, pacientes com sintomas gerais e que demandam uma boa anamnese, pacientes desidratados, com diarreia, casos de abdome agudo, cortes e feridas, e outras demandas das emergências.

Revise o que é típico de cada local que você for atender e, assim, antecipe os possíveis problemas do seu primeiro plantão. E aqui vai outra dica: para revisar esses pontos antes do plantão corretamente, você pode utilizar uma plataforma como o SanarBooks, para ter acesso a mais de 70 livros em um só lugar. Clique aqui para conhecer!

3) Seja pontual, eficiente e proativo no seu primeiro plantão

pontualidade

Se você está tendo a sua primeira experiência como profissional formado, você não vai querer que as pessoas tenham uma impressão negativa de você, não é?

Muito da opinião que os outros profissionais do hospital irão ter de você não é sobre o quanto você sabe ou quantas prescrições você decorou sozinho. O que eles vão ver é a sua postura, o seu comprometimento com o plantão, se você foi pontual e cumprimentou os outros funcionários.

Ou seja, não adianta passar 6 anos se esforçando para ser quase um computador de informações médicas para chegar no seu primeiro plantão e não se apresentar como um bom profissional. E isso vale para os pacientes também, o que nos leva para a nossa próxima dica.

4) No seu primeiro plantão, o seu paciente vem em primeiro lugar

É claro que todos os médicos precisam começar de algum lugar e que a experiência do primeiro plantão sozinho é inevitável. Porém, o seu paciente nada tem a ver com isso, e portanto você deve se esforçar ao máximo para que ele tenha o melhor atendimento possível.

Ao se encaminhar pra emergência, o paciente muitas vezes encontra-se aflito, com dor, com mal estar, precisando de um atendimento rápido e bem atencioso.

Então o seu primeiro plantão não é momento de tirar foto de jaleco para postar, mesmo se o dia estiver tranquilo. É sua responsabilidade estar 100% focado para que o paciente tenha o cuidado que ele merece, uma vez que ele deve ser a sua prioridade.

Sendo assim, esteja sempre atento, seja simpático com todos os pacientes e acompanhantes. Garanta que eles entenderam todas as prescrições, que suas dúvidas foram tiradas e suas angústias ouvidas. Como médico, é seu dever cuidar integralmente dos pacientes, então não use a sua pouca experiência para justificar a falta esforço para fazer um bom atendimento.

5) Consulte o que tiver que consultar!

Quando você vai para um médico, você prefere que ele consulte um bulário rapidamente ou que ele erre a sua prescrição? É impossível decorar todos os medicamentos, posologias, scores de atendimento e protocolos de conduta. Portanto, prefira sempre consultar do que tomar uma atitude errada.

Porém, não dá pra chegar no primeiro plantão com 2 tratados enormes de Medicina Interna, 1 de Medicina de Emergência e ainda com seu livro de farmacologia. Seu material de consulta precisa ser simples, prático e conter todas as informações necessárias para fácil consulta. Assim, temos 2 recomendações para você:

O Medicine Note é um caderninho de bolso que além de ser super charmoso, tem várias dicas e esquemas para você consultar rapidamente. Ele também é excelente para você tomar anotações durante os primeiros plantões de pontos importantes para você lembrar. Sem falar que ele tem um ótimo custo benefício, cabendo no orçamento de qualquer recém formado. Mas se você quiser um material mais completo, aí a sugestão são os livros Yellowbook.

O Yellowbook é o seu melhor amigo para qualquer plantão, especialmente a edição de Emergência. Todos os fluxos e condutas, além das prescrições e tratamentos, estão bem organizados e resumidos nesse guia de atendimento. Se você quer um material para te amparar em cada decisão do plantão, esse é o livro certo pra você. Clique aqui e confira!

Outra excelente opção para consulta, com o melhor bulário digital disponível, é o Yellowbook App. Dê uma olhada do que falamos dele nesse post.

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.