Ciclos da Medicina

Questões comentadas da prova da Unicamp 2020

Questões comentadas da prova da Unicamp 2020

Compartilhar

Sanar Residência Médica

6 min há 747 dias

A prova de primeira fase do processo seletivo para a Residência Médica 2020 da Unicamp aconteceu no dia 10/11/2019 (domingo) na cidade de Campinas – SP.

Confira abaixo algumas questões comentadas que caíram na prova de múltipla escolha.

Ginecologia e Obstetrícia

Mulher, 33a, G3P2C0A0, idade gestacional de 37 semanas, chega à Maternidade após crise convulsiva há 1 hora (tônico-clônica generalizada). Refere dor de cabeça de forte intensidade há 3 dias. Antecedentes pessoais: primeiro filho com o atual parceiro, nega complicações em gestações anteriores. Exame físico: PA= 142×86 mmHg, FC= 86 bpm, FR= 22 irpm; Edema em face, mãos, membros inferiores, exame neurológico: normal. Exame ginecológico: altura uterina 35cm, ausência de contrações, feto cefálico. Plaquetas= 230.000 mm3 , RNI= 1,02, creatinina= 0,9mg/dL, AST= 15 UI/L, bilirrubina total= 0,8 mg/dL, relação proteína/creatinina urinária= 0,4. Cardiotocografia:

Macintosh HD:Users:antoniocarloscarvalho:Desktop:Captura de Tela 2019-11-10 às 21.52.10.png

CONDUTA É: 

a. Sulfato de magnésio e parto cesárea imediato. 

b. Tomografia computadorizada de crânio e parto cesárea imediato. 

c. Sulfato de magnésio e indução de parto. 

d. Tomografia computadorizada de crânio e indução de parto.

COMENTÁRIO: Em pacientes com crise convulsivas,devemos administrar sulfato de magnésio e hidralazina venosa para estabilização do quadro e posterior resolução . A resolução pode ser indução do parto e o parto cesário quando tiver critérios para o mesmo. A cardiotocografia não demonstra algum sinal de alarme. 

Clínica Médica 

Homem, 19a, interna na Unidade de Terapia Intensiva por traumatismo craniano grave. Exame físico: PA= 123×84 mmHg, FC= 104bpm, T= 36,8oC, oximetria de pulso (FiO2 100%)= 100%; Neurológico: Escala de Coma de Glasgow 3, pupilas midriáticas e não fotorreagentes. PARA INICIAR O PROTOCOLO DE MORTE ENCEFÁLICA É NECESSÁRIO QUE: 

a. O médico pertença a equipe de transplante. 

b. O intervalo entre os dois exames clínicos seja de seis horas. 

c. Haja observação em hospital pelo período mínimo de seis horas. 

d. No teste de apneia, a PaCO2 permaneça abaixo 35mmHg.

COMENTÁRIO: De acordo com a resolução Resolução 2.173/17 de Morte Encefálica do CFM:  

Parâmetros clínicos para o início do diagnóstico
Coma não perceptivo, ausência de reatividade supraespinhal, apneia persistente. Deve apresentar lesão encefálica de causa conhecida, irreversível e capaz de causar a morte encefálica, ausência de fatores tratáveis que possam confundir o diagnóstico de morte encefálica. Temperatura corporal superior a 35º, saturação arterial de oxigênio acima de 94% e pressão arterial sistólica maior ou igual a 100 mmHg para adultos.

Tempo de observação para que seja iniciado o diagnóstico
Mínimo de 6 horas.
Quando a causa fora encefalopatia hipóxico-isquêmica, a observação deve ser de 24 horas.

Intervalo mínimo entre as duas avaliações clínicas
De 7 dias a 2 meses incompletos – 24 horas
De 2 meses a 24 meses incompletos – 12 horas
Acima de 2 anos – 1 hora

Confirmação da morte encefálica
a) Dois exames clínicos, por médicos diferentes, especificamente capacitados para confirmar o coma não perceptivo e a ausência de função do tronco encefálico;
b) um teste de apneia;
c) um exame complementar que comprove a ausência de atividade encefálica. Este exame deve comprovar: ausência de perfusão sanguínea encefálica, ou ausência de atividade metabólica encefálica ou ausência de atividade elétrica encefálica.

Formação dos médicos examinadores
a) Será considerado especificamente capacitado o médico com um ano de experiência no atendimento de pacientes em coma e que tenha acompanhado ou realizado pelo menos dez determinações de morte encefálica, ou que tenha realizado curso de capacitação para determinação de morte encefálica;
b) Um dos médicos especificamente capacitado deverá ser especialista em uma das seguintes especialidades: medicina intensiva, medicina intensiva pediátrica, neurologia, neurologia pediátrica, neurocirurgia ou medicina de emergência.
c) Nenhum desses médicos poderá fazer parte da equipe de transplante.

Pediatria

Menino, 4a, queixa de prurido perianal, exacerbado a noite com sono intranquilo e irritabilidade. O irmão mais velho já teve sintomas semelhantes há mais ou menos um mês. Exame físico: sem alterações. O AGENTE ETIOLÓGICO É: 

a. Trichuris trichiura. 

b. Enterobius vermicularis. 

c. Ancylostoma duodenalis

d. Strongyloides stercoralis.

COMENTÁRIO: Trichuris trichiura: Quadro clínico é a diarreia crônica,anemia e prolapse retal.
Enterobius vermicularis se apresenta como Prurido anal mais frequente pela noite,Náuseas, vômitos e dor abdominal podem podem aparecer como queixas.
O Ancylostoma duodenalis se apresenta como dor abdominal,perda de apetite,plenitude pós prandial e diarreia,apesar da maioria ser assintomáticos.
Strongyloides stercoralis. Apresenta como comprometimento  do trato respiratório associado a eosinofilia. 

Preventiva

Na comemoração dos 40 anos da Declaração de Alma-Ata, realizou-se a Conferência Global sobre Atenção Primária à Saúde (APS) em Astana, em 2018. A DECLARAÇÃO DE ASTANA:

a. Reforça a importância dos sistemas universais de saúde de financiamento eminentemente público.

 b. Enfatiza a cobertura universal em saúde (universal health coverage – UHC). 

c. Supera a de Alma-Ata, em seus princípios de justiça social e de concepção de APS integral. 

d. Tem como lema “Saúde para todos no ano 2050”.

COMENTÁRIO: Em 2018, uma nova conferência internacional reafirmou o compromisso da OMS com a APS e a cobertura universal de saúde com o lema “Saúde para todos”. A Declaração de Astana4 alinhou-se com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS)5 e conclamou os países a adotar ações em quatro áreas-chave:

• fomentar políticas ousadas para a saúde em todos os setores;

• construir uma linha sustentável de cuidados primários de saúde;

• capacitar os indivíduos e as comunidades;

• obter apoio das partes interessadas às políticas, às estratégias e aos planos nacionais.

Cirurgia

Homem, 40a, procura atendimento médico referindo dor em andar superior do abdome, com irradiação para flancos, associada a náusea e vômitos. Antecedentes pessoais: etilismo há 15 anos, 1 garrafa de destilada/dia. Amilase= 854UI/L, Lipase= 378UI/L, AST= 308UI/L, ALT= 674UI/L. Ultrassonografia de abdome: colelitíase e coledocolitíase, sem dilatação de vias biliares extra-hepáticas. AS ALTERAÇÕES DA AMILASE E LIPASE ESTÃO ASSOCIADAS A: 

a. Cirrose hepática. 

b. Colangite.

 c. Obstrução do ducto cístico. 

d. Obstrução do ducto pancreático.

COMENTÁRIO: A lipase e amilase séricas são  marcadores de inflamação pancreática.

Links relacionados:

Compartilhe com seus amigos: