Ciclos da Medicina

Revalida: o que é, as mudanças, o que cai e muito mais

Revalida: o que é, as mudanças, o que cai e muito mais

Compartilhar

Sanar Residência Médica

4 minhá 622 dias

O Exame Nacional de Revalidação de Diplomas, o Revalida, é uma prova criada para simplificar o processo de reconhecimento de diplomas de medicina emitidos por instituições de ensino estrangeiras. Antes da sua criação, cada Instituição de Ensino Superior Brasileira tinha o seu próprio processo de validação.

Para atuar como médico no Brasil, o estudante formado no exterior (mesmo brasileiro) precisa fazer o reconhecimento do seu diploma. Só assim ele poderá solicitar ao Conselho Regional de Medicina a autorização para  trabalhar.

A primeira edição do Revalida foi em 2010, como projeto piloto, mas só foi instituído oficialmente em março de 2011.

Revalida - Sanar

Quem pode se inscrever no Revalida

Todos os brasileiros ou imigrantes em situação legal e residentes no território brasileiro que possuem um diploma médico de uma das escolas de ensino superior reconhecidas pelas autoridades de seus respectivos países, e autenticado pela autoridade consular brasileira.

Como posso me inscrever

Até este ano o Ministério da Educação e o Inep eram os responsável por divulgarem o edital de inscrição para o exame. Para se inscrever, era necessário preenchê-lo com os seus dados cadastrais e pagar uma taxa de cerca de R$ 150,00.

O último edital liberado foi em 2017. Há um novo edital em 2019, porém engloba apenas os participantes do concurso anterior, para a reaplicação das etapa práticas 1 a 6, o que não permite novas inscrições.

Confira o edital de 2017 e o de 2019.

Como funciona o Revalida

O Revalida é um processo que compreende duas fases:

1ª Fase: Exame Objetivo – Caráter Eliminatório.

A primeira etapa do processo é realizada através de uma prova de 100 questões de múltipla escolha que abordam os temas da matriz de correspondência curricular. Além disso, há ainda 5 questões escritas sobre os mesmo temas (veja a descrição do último edital).

Para ser aprovado na primeira fase é necessário possuir 85 acertos ou mais na soma das notas da prova objetiva e da prova discursiva.

Confira a Matriz de Correspondência Curricular.

2ª fase: Habilidades Clínica – Caráter Eliminatório.

A segunda etapa é composta de 10 estações práticas que conferem 10 pontos cada e a pontuação para aprovação deve ser superior ou igual a 62 pontos.

O Novo Revalida: o que mudou

O Revalida vai passar por modificações. O Novo Revalida vai ter ao menos duas edições por ano e o aluno terá a oportunidade de fazer a segunda fase do processo mais de uma vez em edições consecutivas – anteriormente, o candidato precisava realizar todo o processo desde o início.

Outra mudança é a organizadora do processo. O Revalida estava sob a competência do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) – órgão designado pelos Ministério da Educação e da Saúde. O Novo Revalida, por sua vez, ficará sob a responsabilidade da Secretaria de Educação Superior (SESu), com colaboração do Conselho Federal de Medicina.

A previsão do MEC é que a publicação da portaria para instituir o Novo Revalida e divulgar um novo edital ocorram ainda esse ano (2019).

Fui aprovado no Revalida, e agora?

Após verificar seus resultados e constatar que foi aprovado, o candidato deve comparecer a Instituição de Ensino Superior escolhida durante a inscrição para dar continuidade ao processo de revalidação do diploma médico.

É importante ressaltar que cada instituição exige uma lista de documentos própria (além do diploma médico), por isso, deve-se conferir a lista com antecedência.

Posts relacionados:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.