Anatomia de órgãos e sistemas

Sonda de Crawford: desobstrução das vias lacrimais | Colunistas

Sonda de Crawford: desobstrução das vias lacrimais | Colunistas

Compartilhar

Anna Clara Cândido

7 min há 218 dias

A sonda de Crawford é um instrumento utilizado para realização de sondagem das vias lacrimais quando ocorre das mesmas estarem obstruídas. É um procedimento à integridade anatômica e funcional da via lacrimal.

            Esse mecanismo foi criado e realizado pela primeira vez por J.S Crawford em 1977, e é utilizado quando apenas massagem não resolve para desobstruir as vias lacrimais.

Figura 1. Sonda de Crawford.
Fonte: https://www.jedmed.com/collections/crawford-system/products/crawford-mono-canalicular-set

Introdução

A intubação é realizada com uma sonda fina de metal, que contém um tubo de silicone, pela via lacrimal com a ajuda de um gancho, onde o cirurgião segue apenas com seu conhecimento anatômico, pois não há como ver as vias. O tubo de silicone permanecerá na via de 2 a 6 meses, porém, a manutenção deve ocorrer em 60 dias. Essa sonda passada pelo ponto lacrimal dilatado, canalículo, saco lacrimal, ducto lácrimo-nasal e meato inferior. O objetivo é reestabelecer a funcionalidade (drenagem permanente) da via lacrimal, seja esta causada por trauma, fibrose das vias, infecções graves ou por má formação anatômica.

Indicação cirúrgica: Dacriocistorrinostomia (DCR).

Figura 2. Sonda de Crawford.
Fonte: https://www.medicalcenterbr.com.br/sonda%20de%20crawford

Características

São dois fios de aço inoxidável, onde em uma extremidade apresenta oliva e na outra extremidade, um tubo de silicone. Essa ponta em formato de oliva serve para facilitar tanto para pender (com o auxílio do gancho de Crawford), quanto na hora da remoção do fio. Esse processo de sondagem é de tipo bicanalicular (tanto a bicanalicular quanto a monocanilicular se mostram efetivas, porém, a bicanalicular apresenta valor mais acessível).

Formatos

A sonda de Crawford está disponível em dois formatos:

Sem sutura: a intubação é realizada com dois fios de aço inoxidáveis e tubo de silicone grau médico. Os fios em formato de olivas, para que haja maior facilidade na remoção. Mais utilizado em casos em que já se tenha tentado outros métodos, por várias vezes e todos com falha.

– Reconstrução da via lacrimal e na dacriocistorinostomia.

Com sutura: Incorpora um fio de seda 6-0 no lúmen da tubulação, que une o silicone na ponta da narina, amarrando a linha de seda. Por serem pequenos e finos, os nós passam com facilidade, para que possam ser cortados e removidos depois.

Drenagem lacrimal

                As lágrimas são produzidas pela glândula lacrimal principal e por pequenas glândulas acessórias distribuídas por todo o olho e, normalmente, são drenadas pelos pontos lacrimais (pequenas aberturas nos cantos dos olhos). Um desses pontos está localizado na pálpebra superior e outro, na pálpebra inferior. As lágrimas entram por esses ductos lacrimais e seguem para o canal lacrimal principal. Esse canal segue para o nariz, no interior dos ossos nasais, até chegar e desembocar no meato inferior da fossa nasal.

Oclusão congênita das vias lacrimais

É chamada oclusão congênita das vias lacrimais (OCVL), localizado na válvula de Hasner) quando ocorre o estreitamento da parte nasal da via lacrimal, que pode ocorrer também, devido a traumas na região nasal, sobre o saco lacrimal, infecções graves ou fibrose das vias.

 Algumas pessoas podem apresentar anormalidades anatômicas da via. Quando isso ocorre, há tendência em acumular lágrimas dentro dos olhos, que geralmente acabam escorrendo para o rosto, isto é, faz com que haja o lacrimejamento, a epífora.

            Em crianças de até um ano de idade, geralmente, ocorre a resolução total dessa oclusão apenas com massagem, porém, em crianças mais velhas, quando permanece a epífora, é oferecido a colocação da sonda de Crawford.

            A maior parte da OCVL acontece por imperfuração da válvula de Hasner, porém, pode ser causada por outros motivos, tais como: acúmulo de células descamadas que obstruem o ducto nasolacrimal e estenose da via lacrimal.

Complicações

  • Difícil acesso à sonda na cavidade nasal (para a retirada)
  • Movimentação dos tubos
  • Laceração do ponto lacrimal e canalículo
  • Irritação (conjuntival e da córnea)
  • Granuloma
  • Epistaxe
  • Expulsão forçada do tubo
  • Irritação da mucosa nasal
  • Infecções da via lacrimal

Dacriocistorrinostomia

É a cirurgia que faz a correção da obstrução das vias lacrimais realizada através de uma sutura do saco lacrimal com mucosa nasal, onde é colocado um saco. Após a exposição do saco lacrimal, ele é então aberto e uma fina sonda de silicone é fixada na cavidade nasal.

As chances de sucesso são altas e pode ser por via externa (com corte na lateral da base do nariz) ou via endonasal (sem corte, feita com endoscópio por dentro do nariz).

Conclusão

                 É comum aparecer em consultórios oftalmológicos pacientes com as vias lacrimais obstruídas, que podem ser causadas por trauma na região nasal, fibrose das vias, infecções graves ou má formação anatômica. A sonda de Crawford é um fio de aço inoxidável maleável, que é colocado com o auxílio do gancho de Crawford, que possui uma extremidade de silicone. É utilizada quando já houve tentativa de desobstrução através de massagem ou sondagem. É exigido um cuidado após a colocação devido à fragilidade e facilidade de infecções do local em que é colocada, porém não apresenta complicação tão facilmente e geralmente apresenta grande chances de sucesso e total reversão do caso.

O texto acima é de total responsabilidade do autor e não representa a visão da sanar sobre o assunto

Gostou do artigo? Quer ter o seu artigo no Sanarmed também? Clique no botão abaixo e participe

Referências:

Arquivos Brasileiros de Oftalmologia: Resultados e complicações da entubação bicanalicular em dacriocistorrinostomia externa – https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0004-27492008000400012

Livro Órbita, Sistema Lacrimal e Oculoplástica – Editores José Vital Filho… [et al.]. Editora: Guanabara 2013 3ª Edição – https://issuu.com/computadorseguro/docs/15_o___rbita/185

Técnica Cirúrgica Padrão DCR – https://www.researchgate.net/publication/287213543_Tecnica_Cirurgica_Padrao_DCR

Sonda de Crawford – https://oftalmo.wordpress.com/2008/02/20/sonda-de-crawford/

Revista Brasileira de Oftalmologia: Comparação de eficácia entre as sondas monocanalicular e bicanalicular no tratamento da obstrução congênita das vias lacrimais – https://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0034-72802020000100033

Cirurgia da Vias Lacrimais – http://www.ccpo.com.br/cirurgias_vias_lacrimais_lacrimejamento_crianca.php

Sonda de Crawford – https://opiminas.com.br/produto/sonda-de-crawford/

Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica Ocular: Quais os tipos de Dacriocistorrinostomia – https://www.sbcpo.org.br/dacriocistorrinostomia/

Dacriocistorrinostomia  Conheça o procedimento, suas indicações e orientações – https://ricardomaniglia.com.br/dacriocistorrinostomia/

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.