Ciclos da Medicina

Vulvovaginites na atenção básica: definição, etiologia, diagnóstico e tratamento!

Vulvovaginites na atenção básica: definição, etiologia, diagnóstico e tratamento!

Compartilhar

SanarFlix

5 min há 572 dias

O corrimento vaginal é uma queixa ginecológica muito frequente na atenção básica e quando atendemos uma mulher com esse sintoma devemos iniciar a nossa investigação pensando em uma Vulvovaginite.

Definição

A vulvovaginite é uma infecção ou inflamação da vulva que pode afetar pessoas de todas as idades. Essa condição possui uma infinidade de causas, dentre elas podemos dividir em infecciosas e não infecciosas. 

Caso Clínico

Você está de plantão no PSF, recém formado, e chega uma paciente em seu consultório com uma queixa de corrimento vaginal de moderada intensidade. Você prossegue com a anamnese e ela relata que esse corrimento começou a 4 dias, está associado à um mau cheiro, tem uma coloração meio acinzentada e com ausência de prurido. Alguma sugestão?

Calma! Você está diante da suspeita de um quadro muito comum na Atenção Básica: a Vulvovaginite.

Dentre as grandes causas podemos destacar as vulvovaginites de origem infecciosa, são elas:

  • a Vaginose Bacteriana;
  • a Candidíase;
  • e a Tricomoníase. 

Essas 3 possuem quadros clínicos bastante característicos e para isso vamos nos basear em 5 informações para diferenciá-las:

  • Característica do corrimento,
  • Apresentação do teste de Schiller,
  • Como se apresenta o pH,
  • O resultado do teste das aminas
  • O padrão microscópico de cada condição. 

Vaginose Bacteriana

Definição

A Vaginose Bacteriana é resultado de um desequilíbrio da microbiota vaginal, a qual há alcalinização repetida do pH vaginal, fazendo com que haja diminuição dos lactobacilos normais da flora, ocasionando o supercrescimento de bactérias predominantemente anaeróbicas.

Seu corrimento possui característica:

  • branco-acinzentado (consistência hialina);
  • de aspecto homogêneo;
  • odor fétido (mas acentuada pós coito e no período menstrual);
  • e moderada intensidade.

Diagnóstico

O seu diagnóstico pode ser feito através dos Critérios de Amnsell:

  • pH>=4,5;
  • Teste de Whiff +;
  • Microscopia vaginal evidenciando as Clue Cells;
  • Conteúdo vaginal com odor fétido;
  • Corrimento branco-acinzentado;
  • Teste de Schiller negativo.

Candidíase

Definição

A candidíase é uma infecção causada pelo fungo Candida albicans.

Diagnóstico

Seu corrimento possui uma característica mais grumosa (como se fosse um queijo Cottage) bem aderido às paredes vaginais, sem odor, acompanhada de intenso prurido vulvar.

O teste de Schiller é negativo, o pH < 4,5, com teste das Aminas negativo e presença das pseudohifas na microscopia vaginal. 

Tricomoníase

Definição

A Tricomoníase é uma infecção causada pelo protozoário Trichomonas vaginalis, sendo uma infecção sexualmente transmissível (sendo então, o tratamento do (a) parceiro (a) sexual mandatório). O período de incubação pode variar de 4 a 28 dias, sendo que os homens geralmente são assintomáticos.

Diagnóstico

Seu corrimento possui um aspecto:

  • amarelo-esverdeado;
  • bolhoso;
  • odor fétido;
  • acompanhado de prurido vulvar;
  • e, em alguns casos, dispareunia.

O teste de Schiller apresenta-se com aspecto tigróide, semelhante “pele de onça”, pH > 4,5, teste das aminas positivo e podemos notar a presença do protozoário móvel com leucócitos abundantes na microscopia vaginal. 

Tratamento 

Para a Vaginose Bacteriana usa-se Metronidazol (via oral ou vaginal). Por via oral deve ser feito com 2 comprimidos de 250mg de 12/12h por 7 dias. Por via vaginal deve ser feito também com o Metronidazol só que agora com 100mg/g utilizando um aplicador cheio à noite, ao deitar-se, por 5 dias. 

Para a Candidíase as primeiras opções de tratamento por via vaginal são o Miconazol (1 aplicação à noite, ao deitar-se, por 7 dias) e a Nistatina (10.000UI, por 14 dias, ao deitar-se à noite). Existe ainda possibilidade de tratamento oral para a Candidíase com o Fluconazol na dose única de 150mg. Porém esse tratamento está contraindicado em gestantes e mulheres que estão amamentando. 

E por último, para quando falamos de Tricomoníase o tratamento indicado é o Metronidazol (igual lá na Vaginose Bacteriana). Muito importante lembrarmos que a Tricomoníase é transmitida quase que exclusivamente por via sexual então o parceiro também deve ser tratado.

Ficou alguma dúvida? Aproveita e confira nosso vídeo com tudo o que você precisa saber na atenção básica:

Gostou desse conteúdo e quer mais? Confira o Sanarflix.

Experimente 7 dias grátis agora!

Tenha acesso a conteúdos gratuitos do SanarFlix agora!

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.