Outros

7 dicas para uma rotina de estudos que te leve a aprovação na residência

7 dicas para uma rotina de estudos que te leve a aprovação na residência

Compartilhar

Sanar Residência Médica

7 minhá 318 dias

Criar uma rotina, seja ela de estudos, ou de atividade física ou de alimentação não é fácil. Nunca é. Ora, se fosse fácil não haveria tantos livros, palestras, TED Talks ou pesquisadores se debruçando em cima deste assunto.

Por mais resistente que a maioria das pessoas seja para criar uma rotina, o nosso organismo precisa dela. Começar a fazer atividades em horários diferentes confunde o cérebro e dificulta a concentração.

Em entrevista à Extra (grupo Globo), a neurocirurgiã Michelle Ruback afirma que “o nosso cérebro funciona por repetição, então quanto mais você fizer daquela atividade, menos difícil aquilo será e menos cansativo se tornará para a mente e o corpo”. Ou seja: estudar todos os dias ás 20h, por exemplo, será difícil e cansativo no começo, mas com o passar dos dias, vira costume. A sua rotina de estudos virará um hábito. 

Além disso, é imprescindível criar e manter uma rotina de estudos eficiente, para que você possa organizar todos os assuntos que serão cobrados na prova (que não são poucos) e garantir que estará bem preparado! 

Já te convenci da importância de ter um bom planejamento de estudos? Ótimo. Ao longo desta matéria você irá compreender como montar uma rotina que te leve a aprovação na prova de Residência.

Avalie o seu dia a dia e seja organizado

O primeiro passo para criar um plano de estudos que seja eficiente é avaliar a sua rotina. Qual horário você acorda? Você ainda é estudante, e tem aulas na faculdade? Você já trabalha? Quais outras atividades ocupam o seu tempo? Tem filhos, e precisa buscá-los na escola?

Crie um calendário semanal e inclua nele as suas obrigações e atividades. Feito isso, separe horários, ao longo da semana, dedicados aos estudos. Monte um calendário com base no bom senso e na sua capacidade de adquirir conhecimento. Não adianta planejar ler centeeeeenas de assuntos por dia se você não tiver tempo disponível para isso.

E a organização nisso?

Se você for uma pessoa organizada, terá mais facilidade de cumprir a agenda de estudos, pois não ficará mudando o planejamento de estudos constantemente. Este é um erro que pode prejudicar muito o seu desempenho na prova.

Qual horário você é mais produtivo?

Você sabe qual a hora do seu dia em que você consegue assimilar o conteúdo com mais qualidade? Não se force a fazer parte do clube das 5 da manhã se as suas obrigações não te permitem dormir antes da meia-noite, por exemplo. 

Mike Vardy, escritor de produtividade, orador e podcast, diz em seu blog: “Olha, eu sou uma coruja da noite – e orgulhoso disso. Por quê? Porque apesar de muitos dizerem que meus hábitos de sono me prejudicam, eu provo que eles estão errados. Eu faço isso todos os dias”.

Comece o seu dia fazendo uma lista de tarefas

A sua rotina de estudos, vai estar inserida, lógico, dentro da sua rotina diária. Não tente dissociar uma coisa da outra. Se você não souber o que fará durante o dia, não vai conseguir reservar um tempo para o estudo. E a sua rotina cairá por terra. 

Acorde, tome café, banho e etc, em seguida faça a sua lista de tarefas enumerando as prioridades. Fazer a lista de tarefas é importante para você se atentar a este “mantra”: se começar algo, termine. 

Caso você comece a estudar pensando que logo depois terá que ir ao mercado, você já começou errado. Você não estará concentrado na assimilação do assunto. 

Faça um cronograma de estudos variando os assuntos 

Ao sentar para estudar, evite se debruçar em um único assunto. Tente variar. Por exemplo: comece estudando G.O., em seguida passe para Cirurgia, e depois passe para G.O. novamente. Você terá um respiro no meio dos assuntos, que te ajudarão a fixar melhor os conteúdos. 

Tente intercalar disciplinas em que você tem mais facilidade com aquelas que exigem um esforço maior.

Insira revisões na sua rotina de estudos 

Terminou de ler um capítulo, ou viu um videoaula? Guarde um tempo para revisar aquilo o que você aprendeu. Sem revisões esquecemos muito facilmente.

As informações coletadas em um dia de estudo são extremamente frágeis e precisam ser constantemente reforçadas. A chamada curva do esquecimento é real, e nós temos a capacidade natural de simplesmente esquecer mais ou menos metade de tudo que aprendemos.

Seja paciente

Como explicamos lá no começo do texto, uma rotina não se desenvolve do dia para a noite. O cérebro precisa de um tempo para se adaptar aos novos hábitos e você não deve se pressionar, pois isso causa ansiedade e frustrações. 

Jeremy Dean, autor do livro “Making Habits, Breaking Habits: Why We Do Things, Why We Don’t, and How to Make Any Change Stick“, defende que leva em média 66 dias para que alguém adquira um novo hábito. Outros estudos por aí apontam que poderia levar 21 dias. Outros dizem 86. O importante não é o número de dias, mas sim a sua motivação para que este hábito seja instaurado. 

Para finalizar este texto, uma última observação: uma vez criado o seu calendário de estudos, você precisará ser capaz de cumpri-lo. Caso ele não seja condizente com o seu perfil e cotidiano, certamente você o abandonará no meio do caminho para a aprovação — e não é isso o que você quer, não é mesmo? 

Pit Stop de estudos para residência médica - Sanar

Um semestre já disse adeus e a necessidade de avaliar como andam os seus estudos está cada vez mais intensa. Para isso, preparamos 4 dias para te posicionar melhor na corrida pela aprovação.

Confira o vídeo:

Confira a nossa programação e realize a sua inscrição em nosso link : Sana.link/PitStop

Veja também:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.