Coronavírus

Como uma pandemia pode afetar o Sistema de Saúde

Como uma pandemia pode afetar o Sistema de Saúde

Compartilhar

Sanar Saúde

6 minhá 387 dias

Sabemos que para qualquer lugar que olhemos, haverá alguém falando sobre o Coronavírus. Seja na televisão, na internet, na vizinhança ou em seu grupo de amigos, esse assunto se espalhou exponencialmente, assim como a contaminação em si.

Assim, considerando os impactos que essa situação está gerando e ainda poderá causar, o intuito deste artigo é expor como uma pandemia, mais especificamente falando da COVID-19, pode afetar o Sistema de Saúde. 

As mais diversas pandemias passadas deixaram um legado na história com um número significativo de óbitos e de pessoas enfermas. Essas experiências são capazes de mostrar a necessidade de elaboração de Planos de Preparação para Enfrentamento de Pandemias, flexíveis e capazes de dar as respostas que o problema requer.

Muitas vezes, apesar dos Sistemas de Saúde tomarem medidas preventivas, algumas populações infelizmente não praticam essas providências de forma efetiva e isso afeta diretamente o sistema. 

Vamos entender um pouco mais sobre o assunto?

Uma pandemia é caracterizada quando uma doença se espalha através dos continentes e não se restringe em apenas um local. Nem todas as doenças podem causar uma pandemia, mas algumas acabam se alastrando, como é o caso da COVID – 19. Confira os tópicos que serão abordados neste artigo:

  1. O que é o Coronavírus? (COVID-19)
  2. O SUS está preparado?
  3. Qual o grande entrave de uma pandemia para o Sistema de Saúde?
  4. Conscientizando a população
Confira conteúdos voltados para profissionais da saúde!!

O que é o Coronavírus? (COVID-19)

Coronavírus é uma família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus foi descoberto em 31 de dezembro de 2019, após casos registrados na China. Provoca a doença chamada de coronavírus (COVID-19).

Os primeiros coronavírus humanos foram isolados em 1937. No entanto, foi apenas em 1965 que o vírus foi descrito como coronavírus, em decorrência do perfil na microscopia, parecendo uma coroa.

A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem com o tipo mais comum do vírus. 

Nosso Sistema de Saúde, SUS, está preparado para a Pandemia? 

É importante analisarmos todos os aspectos envolvidos. O Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro é um sistema complexo e que oferece um acesso universal a qualquer cidadão brasileiro. Isso significa, por exemplo, que no Brasil, o teste para a COVID-19 é gratuito.

Em contrapartida, nos Estados Unidos (EUA), que é uma superpotência mundial, metade da população não consegue pagar pelo teste, que varia de U$1.000 a U$4.000. Então é importante valorizar o SUS. 

Qual o grande entrave de uma pandemia ao Sistema?

O grande entrave de uma pandemia, e com o corona não é diferente, é a capacidade do Sistema em atender os pacientes contaminados. Essa é uma questão que envolve os Sistemas de Saúde mundiais. E, atualmente é o grande problema da Itália, pois a quantidade de contaminados é muito superior à capacidade de leitos oferecido pelo país.  

Desse modo, é extremamente importante que tanto a população quanto o Estado tomem atitudes que favoreçam o controle da propagação. A exemplo do coronavírus, a necessidade de quarentena, de isolamento social, com o intuito de manter a curva de crescimento da doença abaixo da capacidade de leitos disponíveis.  

Conscientizando a População sobre a Pandemia

Formas de Prevenção do Coronavírus

A conscientização das pessoas é fundamental para que o controle seja efetivo e a doença não se propague de forma rápida e exponencial. O Sistema tem se preparado e buscado alternativas, porém a forma de crescimento e propagação viral é o que define como o Sistema pode ser afetado. E como vimos, é necessário procurar ao máximo, manter o nível de crescimento da doença menor que a quantidade e leitos. 

Assim, como profissionais da saúde, é nosso dever trabalhar ativamente na conscientização da população. Seja pelo meio que for (redes sociais, jornais, televisão, centros de saúde, vizinhança, família etc.), precisamos fazer com que a mensagem da prevenção, do isolamento social e do cuidado consigo e com o próximo chegue ao máximo de pessoas possível.

Além disso, precisamos lutar para que todos tenham capacidade e acesso aos meios necessários para manter sua saúde em alta. Buscar ao máximo que todos possam ter acesso à álcool em gel, sabão, máscaras, luvas e a uma alimentação saudável.

Também é muito importante lembrar que todas essas medidas não são para criar pânico, pelo contrário, são para evitá-lo. Cuidar da saúde mental da população igualmente faz parte do nosso trabalho. Não podemos, inclusive, esquecer de cuidar de nós mesmos.

Matérias Relacionadas

Confira conteúdos voltados para profissionais da saúde!!

Confira o vídeo:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.