Outros

Mercado de trabalho na medicina

Mercado de trabalho na medicina

Compartilhar

SanarMed Pós Graduação

5 min34 days ago

O mercado de trabalho na medicina é promissor em quase todo o país. Apesar de concorrido, a taxa de empregabilidade é alta e é uma das profissões mais bem remuneradas.

Além disso, as oportunidades para quem segue essa carreira são amplas e apesar de algumas regiões estarem saturadas, a maioria ainda carece de médicos de muitas especialidades.

Trajetória na medicina

A jornada de um médico começa muito antes de entrar na faculdade. Inicialmente descobrir as aptidões pela área, o desejo e a coragem de concorrer a uma vaga no curso mais concorrido do país, se dedicar aos estudos e abdicar de muitas saídas com os amigos.

Após passar na tão sonhada vaga, é o momento de entrar na universidade e começar os 6 anos de graduação em regime de tempo integral, com muito estudo, pesquisa, leitura, estágios e monitorias.

Terminada a graduação, vem o misto de realização com a insegurança do recém-formado. Depois, para aqueles que desejam se especializar, encaram a residência médica, cursos de pós-graduação, mestrado, doutorado e por aí vai. O que não pode é parar de aprimorar o conhecimento e se tornar mais competente na área que escolheu seguir.

Mas calma! Apesar da trajetória não ser fácil, os esforços valem a pena, se você faz com dedicação e amor.

Mercado de trabalho para quem faz medicina

O mercado de trabalho na medicina é bastante dinâmico. O profissional pode trabalhar em hospitais, clínicas, no serviço público de saúde, centros de pesquisas, ser médico do trabalho em alguma empresa, clubes, entre outras opções.

Uma pesquisa realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) mostra que a Medicina ocupa o primeiro lugar entre as 48 melhores profissões de nível superior analisadas pelo estudo. É campeã em quesitos como valorização financeira, empregabilidade e previdência – o que torna a carreira ainda mais atraente para os recém graduados que estão prestes a ingressar no mercado de trabalho.

Segundo o Ipea, 97% dos médicos no Brasil estão trabalhando. Ou seja, praticamente não existem médicos sem emprego no País!

Os salários de Medicina chegam a ser 50% mais altos que a segunda atividade da área da Saúde mais lucrativa- Odontologia.

As desvantagens

O mercado de trabalho na medicina também tem seu ônus. De acordo com o Ipea, os médicos apresentam a jornada de trabalho mais pesada dentre os profissionais de nível superior: 42 horas por semana.

As dificuldades não se resumem apenas pelo número de horas trabalhadas, mas também pela pressão de muitas vezes ser o elo entre a vida e a morte de alguém, a mentalidade que construímos de que o médico é super-herói e precisa saber lidar com os afagos de uma sociedade exposta às diversas morbidades e ainda aceitar as péssimas condições impostas porque, em tese, é bem remunerado.

Além disso, medicina é uma profissão altamente competitiva desde o vestibular, alimentada pela busca em ser o mais inteligente, mais bem remunerado e o mais bem-sucedido.

Todos esses fatores explicam as altas taxas de transtornos psicológicos nessa classe, principalmente a Síndrome de Burnout.

Mercado de trabalho em medicina e as oportunidades

Mesmo com um grande número de médicos no mercado, ainda há carência desses profissionais em algumas áreas do país.

O Sul, Sudeste e Centro-Oeste tem, no geral, maior proporção desses profissionais, relacionada ao tamanho da população. Isso significa que há maior carência de profissionais na região Norte e Nordeste e no interior do país, principalmente em áreas de difícil acesso.

Ou seja, se você quer trabalhar e ter a chance de obter salários mais interessantes no início da carreira, essas regiões podem ser boas opções. Um dos programas que mais contratam é o Mais Médicos, do Governo Federal.

Médicos que também se especializam em administração e gestão de pessoas têm sido muito procurados para dirigir empreendimentos na área. Diretores e gerente hospitalares, por exemplo, tem alto faturamento.

Tudo depende do currículo, do profissional e também da sua rede de contatos! Por isso, invista em networking e na sua formação – seja por uma residência, especialização ou pós, o importante é se manter adquirindo experiência!

CONHEÇA A PÓS EM MEDICINA DE EMERGÊNCIA DA SANAR

Especialidades médicas

As especialidades mais procuradas pelos médicos são:

  1. Clínica Médica
  2. Pediatria
  3. Cirurgia Geral
  4. Ginecologia e Obstetrícia
  5. Anestesiologia
  6. Cardiologia
  7. Medicina de Trabalho
  8. Ortopedia e Traumatologia
  9. Oftalmologia
  10. Radiologia e Diagnóstico por Imagem

As que apresentam menor número de profissionais são:

  1. Medicina Nuclear
  2. Medicina Esportiva
  3. Radioterapia
  4. Cirurgia da Mão
  5. Genética Médica

As especialidades com maiores salários:

  1. Neurocirurgião
  2. Cirurgião Plástico
  3. Cirurgião Geral
  4. Ortopedista
  5. Médico Auditor
  6. Anestesiologista
  7. Dermatologista
  8. Hematologista
  9. Mastologista
  10. Oncologista

CONHEÇA A PÓS GRADUAÇÃO EM MEDICINA DA SANAR

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.