Especialidades

Nutrologia: residência, áreas de atuação, rotina e mais!

Nutrologia: residência, áreas de atuação, rotina e mais!

Índice

A nutrologia é a especialidade médica que tem como objetivo estudar a nutrição humana, desde os aspectos habituais a doenças relacionadas direta ou indiretamente aos distúrbios de nutrientes. A área engloba prevenção, diagnóstico e tratamento das patologias nutricionais.

O Conselho Federal de Medicina (CFM) considera a nutrologia como uma especialidade médica desde 1978, apesar de haver registros de sua prática há mais de 2500 anos. 

Neste artigo, você vai sair mais sobre essa área, conhecendo a rotina do especialista, o mercado de trabalho, áreas de atuação e a residência médica em nutrologia. Acompanhe!

O especialista e sua rotina

A nutrologia é uma especialidade ampla, com várias possibilidades de atuação. Quem atua em hospitais divide sua rotina entre a enfermaria e interconsultas em pacientes de demais clínicas. Isso acontece principalmente em casos de transtornos alimentares que necessitam de internação, pacientes oncológicos, desnutridos e obesos.

Já o profissional que atua em consultório tem um dia a dia mais tranquilo, fazendo avaliações e triagens nutricionais ou cuidando de doenças metabólicas crônicas. Também existe a opção de atuar à domicílio, acompanhando pacientes acamados que necessitam de avaliação.

Principais procedimentos da nutrologia

Alguns procedimentos da prática do nutrólogo são:

  • avaliação da composição corporal por antropometria: inclui anamnese e exame físico completo, cálculo do Índice de Massa Corporal (IMC) e medidas corporais;
  • avaliação clínica diária enteral e parenteral: este item é incluso nos procedimentos pois a avaliação de qual a melhor dieta para cada paciente deve ser evoluída diariamente;
  • avaliação nutricional: consiste em avaliação clínica minuciosa e exame físico completo, voltado para a parte nutricional e carencial de nutrientes e vitaminas por sinais/sintomas;
  • avaliação nutricional pré e pós cirurgia bariátrica: acompanhamento de pacientes que se submeteram ao procedimento a fim de evitar complicações metabólicas e carências nutricionais;
  • bioimpedanciometria (BIA): usada para estimar a composição corporal;
  • calorimetria indireta: técnica utilizada para aferir o gasto energético em repouso.

O nutrólogo deve ser empático e dominar o conhecimento de patologias clínicas e cirúrgicas de forma ampla, tanto em adulto como em crianças e idosos, já que a nutrição se relaciona com as diversas fases do desenvolvimento humano e com as mais variadas situações fisiopatológicas.

A nutrologia é um campo de estudos que ganha importância a cada dia, assim como as pesquisas na área, e, por isso, o especialista deve estar em constante atualização. Também é importante que o profissional saiba trabalhar em equipe, pois o paciente costuma ser acompanhado por uma equipe multidisciplinar, e que tenha uma visão holística sobre ele, individualizando e personalizando cada terapia.

Mercado de trabalho e remuneração

A nutrologia é uma especialidade em ascensão. Um dos motivos é o aumento da incidência de doenças crônico-degenerativas relacionadas à nutrição clínica, como obesidade, dislipidemia, diabetes, dentre outras). 

No Brasil, há 1.692 especialistas titulados pelo CFM, o que corresponde a apenas 0,4% do total de médicos do país. Desses, 58,5% atuam na região sudeste, o que indica um mercado quase que em defasagem em outras localidades. 

Remuneração

O Site Nacional de Empregos (Sine) indica que a média salarial de um nutrólogo é de R$ 8.601. No entanto, a depender do local de atuação e da experiência do especialista, esse número pode variar de R$ 4.500 a R$ 14.000.

A residência médica em nutrologia

A residência médica em nutrologia tem duração de dois anos e pré-requisito de outros dois anos completos de residência em clínica médica ou cirurgia geral. 

Durante o programa, o residente atua em:

  • enfermaria;
  • interconsultas com conjunto com demais clínicas;
  • experiência com grandes obesos nas unidades metabólicas;
  • acompanhamento em conjunto com cirurgiões bariátricos em pacientes submetidos ao procedimento;
  • prescrições de nutrição enteral, parenteral e orientações dietéticas em geral;
  • atuação em tratamento e seguimento de transtornos alimentares;
  • alergias alimentares;
  • erros inatos do metabolismo;
  • cuidados com pacientes críticos;
  • demais temas relacionados à especialidade.

As atividades do médico residente são divididas entre ambulatório e enfermaria da própria especialidade e das demais clínicas, devido à abrangência da área. Em alguns programas, é necessário trabalhar em plantões em conjunto com os residentes de clínica médica geral e em unidades de terapia intensiva.

A residência médica em nutrologia tem carga horária de 60h semanais, sendo cerca 80% voltada para atividades práticas e 20% para estudos teóricos e pesquisas. Os residentes recebem uma bolsa de R$ 3.330,43.

A nutrologia é uma especialidade médica em evidência, devido à crescente preocupação da população com bem-estar e saúde em geral, pois essa área se relaciona diretamente com a busca pelos mais altos padrões de saúde. A constante atualização e dedicação do profissional é fundamental para o bom desempenho de suas funções e exige muita dedicação.

É importante ainda que o nutrólogo consiga ainda unir a técnica e o conhecimento médico ao atendimento humanizado, grande tendência da medicina e necessário em todas as áreas de atuação.

Se você se interessa por nutrologia e pensa em fazer residência médica nessa área, clique aqui e saiba como se preparar para as provas!

Links relacionados:

Confira o vídeo:

Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.