Clínica Médica

O que preciso saber sobre drenagem de abscesso?

O que preciso saber sobre drenagem de abscesso?

Compartilhar
Imagem de perfil de Sanar Residência Médica

Quer saber como fazer drenagem de abscesso? A Sanar Residência Médica reuniu as informações mais importantes sobre o assunto. Esse conteúdo vai fazer a diferença no seu internato. 

Abscessos: o que é, principais causas, sintomas e tratamento

O abscesso é um acúmulo de pus que pode se formar em qualquer órgão do corpo, interna ou externamente.

De modo geral, é possível afirmar que eles surgem como resultado de uma atividade do sistema imunológico do corpo, feita com o objetivo de defender o organismo contra um processo inflamatório ou mesmo da invasão de uma bactéria (mais comumente estreptococos), fungos, parasitas e outros agentes biológicos, ou certas substâncias químicas.

Os sintomas incluem dor local, sensibilidade, calor e edema (se próximos da pele) ou sintomas constitucionais (se profundos). A identificação de abscessos profundos depende da realização de exames de imagem. 

O tratamento dos abscessos podem ser através de antibióticos e da drenagem cirúrgica. 

Como realizar uma drenagem de abscesso? 

Os abscessos, quando mal delimitados e sem flutuação, podem ser tratadas com calor úmido que irá acelerar o processo de drenagem. Após 24-48h, muitos desses abscessos já terão sido drenados espontaneamente ou terão diminuído. 

No entanto, o tratamento de escolha para abscessos que não se resolvem espontaneamente e que estejam bem localizados e com flutuação é a drenagem cirúrgica. 

Passo a passo da drenagem de abscesso

  • Realize antissepsia rigorosa. Se a dor for muito intensa, é possível primeiro realizar a antissepsia em torno do abscessos – para que se possa fazer o bloqueio de campo – e depois, completar a antissepsia sobre ele. 
  • Realize o adequado bloqueio de campo por meio de 2 orifícios laterais ao abscesso. Em cada um desses pontos, faça duas aplicações com ângulo horizontal de 90° sem remoção completa da agulha (“em leque”). 

    De modo  alternativo, também pode ser realizado bloqueio circular. Pode-se também realizar um botão anestésico no local onde será feita a incisão. 
  • Faça uma incisão de 1 cm, respeitando as linhas de menor tensão da pele. Aplique pressão desde a base do abscesso para que todo pus seja drenado. 

  • Após drenagem de todo plus, procede-se com a exploração do abscesso com gaze montada ou haste de algodão. Em seguida, é preciso garantir a adequada cicatrização da pele para que o abscesso não se refaça.

    Com isso, a depender do tamanho do abscesso, a drenagem deve ser feita por meio de drenos (penrose ou gaze úmida) a serem tracionados a cada 2 dias ou realizar drenagem em janela aberta.

Sugestões de leitura complementar

Veja também: