Pós-graduação

Pós-graduação em MFC: o que é, como funciona e as vantagens do curso

Pós-graduação em MFC: o que é, como funciona e as vantagens do curso

Compartilhar
Imagem de perfil de Especialização Médica

Confira um mini guia com as principais informações sobre pós-graduação lato sensu em MFC!

Quer iniciar sua carreira médica de uma forma diferenciada ou quer se atualizar profissionalmente? Investir em uma pós-graduação lato sensu pode ser um caminho.

O objetivo deste texto é trazer as principais informações sobre fazer uma pós-graduação na especialidade de medicina de família e comunidade (MFC).

Antes nos aprofundarmos no tema, vale ressaltar que uma pós em MFC é ideal para médicos interessados em aprofundar conhecimentos em atendimento integral e preventivo para lidar com diversas condições médicas individuais e comunitárias. O foco de atuação aqui é em cuidados primários de saúde.

Medicina de família e comunidade: conceito, funções desempenhadas e locais de trabalho

A MFC é uma especialidade médica dedicada à atenção integral à saúde, focada na pessoa como um todo e na comunidade onde ela está inserida.

O médico de família e comunidade é procurado para uma variedade de necessidades de saúde, desde consultas de rotina até situações mais complexas. Entre as possibilidades estão:

  • Garantir a realização de exames de saúde regulares, monitoramento de condições crônicas, aconselhamento sobre estilo de vida saudável e vacinação.
  • Tratar condições de saúde agudas (como gripe, infecções) e gerenciar doenças crônicas (como diabetes, hipertensão).
  • Fazer o planejamento familiar e cuidar da saúde reprodutiva. Aconselhamento sobre contracepção, saúde materna, cuidados pré-natais e questões relacionadas à saúde reprodutiva.
  • Ter apoio contínuo em diferentes fases da vida, desde a infância até a terceira idade.

Vale acrescentar que essa especialidade se destaca por seu alto poder de transformação da comunidade e, consequentemente, da saúde do Brasil.

Rotina e possíveis locais de trabalho

A rotina de um médico que atua em MFC vai depender do local de trabalho. Porém, normalmente, inclui:

  • Consultas para diagnóstico, tratamento e acompanhamento de condições de saúde agudas e crônicas;
  • Desenvolvimento de ações focando na prevenção e promoção da saúde dos pacientes;
  • Fornecimento de orientações sobre prevenção de doenças, como programas de controle do tabagismo, aconselhamento nutricional e atividades físicas;
  • Administração de cuidados coordenados entre diferentes especialistas, garantindo que o paciente receba um atendimento integrado e eficiente; e
  • Participação em programas de saúde pública, educação sanitária, e promoção de medidas preventivas de saúde dentro da comunidade.

Os médicos de família e comunidade podem trabalhar em:

  • unidades básicas de saúde,
  • centros de saúde da família,
  • hospitais,
  • telemedicina,
  • atendimento domiciliar,
  • universidades e institutos de pesquisa.

Como ter o título de médico de família e comunidade no Brasil?

Para se tornar um médico de família e comunidade no Brasil, é necessário concluir a graduação em medicina e fazer a residência médica nesta área.

Outro caminho é se inscrever e se aprovado(a) na prova de título de MFC. Essa prova é realizada pela Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (SBMFC) e pela Associação Médica Brasileira (AMB).

Antes de se inscrever, é importante ler o edital e entender se atende aos requisitos solicitados. Entre os requisitos tem a necessidade de comprovar atuação por pelo menos quatro anos no campo da Atenção Primária à Saúde.

Pós-graduação médica lato sensu em medicina de família e comunidade: o que é, funcionamento e vantagens

A pós-graduação lato sensu em Medicina de Família e Comunidade (MFC) é um curso de capacitação com um enfoque prático e profissionalizante.

O objetivo é proporcionar ao médico uma visão mais aprofundada sobre os aspectos clínicos, preventivos e de gestão ligados à prática da Medicina de Família e Comunidade.

Funcionamento do curso

O funcionamento de uma pós-graduação lato sensu em MFC pode variar de acordo com a instituição de ensino.

No entanto, os cursos têm alguns pontos em comum. São eles:

  • Duração e formato: os cursos podem ter entre 12 e 24 meses e os conhecimentos são divididos em módulos.
  • Conteúdo programático: programa abrange temas como atenção primária à saúde, gestão em saúde, saúde da família, medicina preventiva, saúde coletiva, entre outros.
  • Metodologia de ensino: o curso pode incluir aulas presenciais, EAD ou híbridas. Essas aulas podem ser compostas de apresentação teórica, atividades práticas, discussões de casos clínicos, realização de trabalhos em grupo.
  • Trabalho de conclusão de curso: há instituições de ensino que exigem uma monografia para conclusão do curso.
  • Corpo docente: professores especializados na área e atuantes nesta especialidade.
  • Certificação: ao final do curso e após cumprir todos os requisitos estabelecidos, o aluno recebe um certificado de conclusão da pós.

Vantagens de fazer uma pós em MFC

Essa pós pode transformar a abordagem do médico, proporcionando uma prática mais holística. O foco não é apenas na doença, mas na pessoa como um todo e na comunidade em que está inserida.

Confira algumas das vantagens de cursar uma pós:

  • Aprofundamento dos conhecimentos na área da MFC;
  • Preparação para uma prática mais específica e qualificada nesse campo da medicina.
  • Ganha a capacidade de compreender os aspectos mais amplos da saúde, indo além do tratamento de doenças, incluindo a prevenção e promoção da saúde da comunidade.
  • Desenvolvimento de relações mais sólidas e duradouras com os pacientes, possibilitando um cuidado mais personalizado e humano.
  • Aumento das oportunidades de emprego, tanto no setor público quanto privado.

Como escolher o meu curso de pós-graduação médica em MFC?

Para escolher onde vai fazer a sua pós-graduação em MFC, é importante analisar as suas necessidades individuais de carreira e aprendizado e as opções de cursos disponíveis o mercado.

Além disso, lembre de se certificar de que o curso é reconhecido no Brasil e aprovado pelo MEC.

Antes de efetuar a matrícula, leia todos os conteúdos disponibilizados pela instituição de ensino. Também tire dúvidas com um consultor da instituição.

A pós-graduação em MFC da Sanar é boa?

A pós em medicina de família e comunidade da Sanar, realizada pela Faculdade Cetrus Sanar, é ideal para aperfeiçoar suas habilidades clínicas e adquirir novas perspectivas para resolver casos reais.

A Dra. Maitê Dahdal, coordenadora do curso, destaca que essa é “uma das especialidades médicas que o país mais necessita, ou seja, que as pessoas mais precisam”.

Ela ainda reforça que pós fará com que o médico tenha uma atuação mais assertiva e confiante. A partir dos ensinamentos de uma equipe de professores altamente qualificada, que une o que há de mais avançado nos conhecimentos prático e teórico desta área.

O curso conta com aulas interativas, que valoriza experiências práticas para lapidar os aprendizados, e com uma vasta biblioteca com artigos e livros referentes aos temas aplicados em sala.

[SABER MAIS SOBRE O CURSO DA SANAR]

Sugestões de leitura complementar

Esses conteúdos também podem ser do seu interesse:

Referências

  1. SCHEFFER, M. et al., Demografia Médica no Brasil 2020. São Paulo, SP: FMUSP, CFM, 2020. 312 p. ISBN: 978-65-00-12370-8.
  2. Sociedade Brasileira de Medicina de Família e Comunidade
  3. Revista Brasileira de Medicina de Família e Comunidade (RBMFC)