Outros

Presença digital para médicos: importância, dicas e o que não fazer

Presença digital para médicos: importância, dicas e o que não fazer

Compartilhar

Existe uma forte cobrança de presença digital para médicos e que eles se façam notáveis e ativos nas redes sociais, principalmente no Instagram. Até os estudantes de medicina estão aderindo a esse movimento.

Antes de entrar para esse mundo e fazer um perfil profissional, é importante entender algumas coisas. Saber o que você quer comunicar e para quem, por exemplo, é fundamental.

A importância da presença digital para médicos

De acordo com um estudo divulgado pela plataforma CupomValido.com.br, que reuniu dados da Hootsuite e WeAreSocial, mais de 4,2 bilhões de pessoas utilizam redes sociais pelo mundo. 

No Brasil, são mais de 150 milhões de usuários de redes sociais. Além disso, o estudo aponta que o brasileiro fica cerca de 3 horas e 42 minutos por dia conectado em algum aplicativo.

Resumidamente, significa que a presença digital para médicos os faz serem notados. Muitos pacientes já recorrem ao Instagram na hora de procurar um especialista, mas é claro que isso varia por área.

Especialidades como cirurgia plástica e dermatologia são algumas das que mais precisam dessa visibilidade nas redes sociais para que o paciente tenha segurança na hora de fazer sua escolha.

É importante ressaltar que estar nas redes sociais somente porque os pacientes as utilizam não acrescenta em nada para o médico. O profissional deve ter cuidado com as postagens e só falar do que ele realmente entende.

Como fazer a presença digital para médicos ter um impacto positivo

Para fazer a sua presença digital ter valor, você precisa focar na sua especialidade ou em temas que você domine e ter em mente que o foco principal deve ser informar/ajudar a população, não apenas vender o seu trabalho.

Reforce sempre a necessidade das consultas médicas e de um diagnóstico com especialista. Com o excesso de informação na internet, muitas pessoas acreditam que podem entender e se tratar sobre o que estão sentindo e sobre doenças através de leituras online.

Entenda mais sobre conseguir resultados nas redes sem ferir a ética médica.

Como começar: primeiros passos

O primeiro passo para começar seu perfil profissional é definir sobre o que você vai falar e qual é seu público. Tendo essas informações, é importante definir o tom de voz e linguagem que você vai usar. Depois, deve-se criar uma identidade visual.

Estude sobre o assunto e fique atento às regras do Conselho Federal de Medicina.

Seu perfil pode demorar para começar a crescer, isso é normal. O mercado nas redes sociais é muito competitivo. Conte com a ajuda de familiares, amigos e pacientes para compartilharem seus posts.

Postando conteúdos de qualidade, cada vez mais pessoas irão se interessar pelo seu perfil e você ganhará visibilidade. Mantenha o ânimo e não desista.

Dicas para ter melhores resultados

1 – Tenha um planejamento de produção e publicação de conteúdos e mantenha regularidade de postagens.

2 – Saiba sobre o que você vai falar e com quem você vai falar (conheça seu público!).

3 – Tenha muito cuidado para não ofender alguém com suas falas.

4 – Pesquise bem antes de postar e verifique suas fontes.

5 – Diversifique os posts: vídeos, fotos, reels, stories.

Presença digital para médicos: o que não fazer nas redes sociais

  • Não recomende medicamentos
  • Ser ofensivo ou preconceituoso é inadmissível
  • Não critique o trabalho de outros médicos
  • Foque na sua área e não fale sobre assuntos que você não domina
  • Não fira as regras do Conselho Federal de Medicina
  • Não desrespeite a privacidade dos pacientes

Alguns perfis para seguir

Selecionamos 3 exemplos positivos de presença digital para médicos.

Invista na sua carreira médica

A busca constante por conhecimento é essencial na medicina. É preciso se diferenciar no mercado cada vez mais competitivo. Uma maneira de fazer isso é por meio de uma pós-graduação. Com aulas online e ao vivo, você pode estudar quando e onde quiser.

Saiba mais sobre a pós-graduação em medicina da Sanar!

Compartilhe com seus amigos: