Reumatologia

Abordagem da dor musculoesquelética no pronto socorro

Abordagem da dor musculoesquelética no pronto socorro

Compartilhar

Sanar Pós Graduação

3 min há 278 dias

Embora a dor musculoesquelética possa indicar apenas inflamação muscular, é importante estar atento aos sintomas persistentes que envolvam fraqueza, movimento limitado, rigidez e dor crônica, pois a abordagem médica é diferente.

Roteiro da anamnese reumatológica no PS

  • Dor intra-articular x extra articular;
    • Importante avaliar na palpação
  • Artralgia mecânica  x Artralgia inflamatória;
    • Mecânica: rigidez matinal < 30 min, piora com movimentação e melhora com repouso
    • Inflamatória: contínua, pior pela manhã, melhora com movimentação
  • Duração;
  • Episódios prévios;
  • Sintomas constitucionais.

CONHEÇA A PÓS EM MEDICINA DE EMERGÊNCIA DA SANAR

Exame físico direcionado em pacientes com dor musculoesquelética

  • Inspeção;
    • Localização, simetria
  • Palpação;
    • Avaliar sinais flogísticos e derrame articular
  • Avaliar amplitude de movimento ativa e passivamente.

Fibromialgia

Quadro clínico:

  • Dor musculoesquelética subjetiva, difusa;
  • Dor intra e extra articular;
  • Fadiga, sono não reparador, transtorno de humor;
  • Respondem mal ao anti-inflamatório.

Diagnóstico:

  • Clínico
  • Exames gerais, PCR/VHS, enzimas musculares, eletrólitos (opcional)

Conduta no PS:

  • Educação;
  • Terapia de resgate: Tramadol 50mg de 12/12h (max 200mg/dia);
  • Alta com orientações;
  • Encaminhar para acompanhamento em unidade básica de saúde;
  • Pode ser utilizado: Ciclobenzaprina 5mg, à noite.

CONHEÇA A PÓS EM PSIQUIATRIA DA SANAR

Osteoartrite

Quadro clínico:

  • Dor articular, que é precipitada ou piora com o movimento;
  • Melhora com o repouso;
  • Rigidez matinal < 30min;
  • Redução da amplitude do movimento articular;
  • Fraqueza da musculatura periarticular;
  • Acomete principalmente interfalangianas distais;
  • No joelho pode ter aumento de volume e crepitação.

Diagnóstico:

  • Quadro clínico típico + sinais radiológicos fecha o diagnóstico;
    • Sinais radiológicos: presença de osteófitos, redução do espaço articular, esclerose do osso subcondral, cistos subcondrais, colapso do osso subcondral

Conduta no PS:

  • Orientar perda de peso e exercício físico;
  • Terapia farmacológica: Paracetamol ou AINE (se sinais inflamatórios);
  • Injeção intra-articular de corticoide se dor refratária;
  • Alta com orientações;
  • Encaminhar para atendimento em unidade básica de saúde.

SE QUISER SE APRONFUDAR MAIS EM DORES MUSCULOESQUELÉTICAS, CONHEÇA A PÓS EM MEDICINA DA SANAR

•Importante avaliar na palpação

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.