Início

Conteúdo médico de Cirurgia pediátrica

MANUAL DO INTERNO: OS 5 PASSOS PARA SE PORTAR CORRETAMENTE NO CENTRO CIRÚRGICO

Começar o internato dá sempre aquele frio na barriga, né?! Seja por clínica ou por cirurgia, tudo acaba sendo uma novidade para a grande maioria que nunca teve a oportunidade de conhecer o campo da prática antes de pisar o pé no 5º ano. O mais importante é entendermos que esses dois anos serão de um extremo aprendizado, e é óbvio que ninguém precisa saber tudo… porém algumas informações ficam bem mais fáceis de realizar quando a estamos preparados para a ação. E na cirurgia não é diferente!  Saber como se comportar em um centro cirúrgico é uma das habilidades mais importantes nesse rodízio. Entender todos os procedimentos, saber as contraindicações, debater os casos do pré e o do pós-operatório serão competências desenvolvidas ao longo do processo de aprendizagem neste ciclo.  Entretanto, esquematizar o passo a passo para participar de qualquer procedimento está entre as atribuições necessárias no manual de qualquer bom interno Como é organizado o centro cirúrgico? Você sabe lavar as mãos corretamente antes de calçar as luvas? Entenda a forma correta de se vestir para adentrar a zona limpa e como arrumar a mesa cirúrgica, conhecendo os materiais especiais mais importantes para instrumentar durante a prática. Esteja 100% preparado para ser uma auxiliar exemplar! E aí! Gostou? Tudo isso e mais um pouco reservamos para você, em nosso eBook inteiramente grátis sobre o Manual do Interno Exemplar: os 5 passos mais importantes para se portar corretamente em um centro cirúrgico.
1 min324 days ago

Cirurgia Pediátrica: residência, áreas de atuação, rotina e mais!

Uma criança não é um adulto em miniatura — ela apresenta doenças específicas que demandam cuidados diferentes dos oferecidos aos adultos. É por isso que existem as especialidades de pediatria e cirurgia pediátrica. Uma frase muito utilizada pelos profissionais da área é que “um adulto pode ser seguramente tratado como uma criança, mas o contrário pode ser desastroso”. A cirurgia pediátrica é a especialidade médica responsável pelo tratamento cirúrgico de doenças que acometem pacientes desde o período fetal até o início da vida adulta. No Brasil, existem 1.378 cirurgiões pediátricos, de acordo os dados do Conselho Federal de Medicina (CFM). 71% desses profissionais estão nas regiões Sudeste e Sul do país, enquanto o restante se divide entre Nordeste (15,7%), Centro-Oeste (9,1%) e Norte (3,9%). Neste post, você vai conhecer a rotina da especialidade, saber mais sobre o mercado de trabalho e entender como funciona a residência médica em cirurgia pediátrica. Acompanhe!                                 O especialista e sua rotina A cirurgia pediátrica é considerada a cirurgia geral da criança. Por isso, é uma especialidade muito abrangente e dinâmica. O seu escopo começa desde a vida fetal do paciente e vai até a adolescência. Um exemplo disso são as patologias pré-natais, detectadas cada vez precocemente com as novas tecnologias em exames de imagem, e as doenças que podem ser desenvolvidas na juventude, como um caso de apendicite ou intussuscepção intestinal.  O cirurgião pediátrico é o profissional indicado para avaliar sintomas potencialmente decorrentes de patologias cirúrgicas, como dores abdominais e malformações. Por isso, em sua rotina, há grande interação com médicos pediatras, que solicitam consultas para melhorar avaliações de determinadas doenças ou indicam tratamentos cirúrgicos. A área de atuação do cirurgião pediátrico compreende as seguintes afecções cirúrgicas:

Sanar Residência Médica

4 min381 days ago
Filtrar conteúdos
Filtrar conteúdos
Materiais
Ciclos da medicina
Termos de Uso | Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.