assuntos atuais

Qual a doença está acometendo a lenda do boxe, Reginaldo Holyfield?

Qual a doença está acometendo a lenda do boxe, Reginaldo Holyfield?

Compartilhar
Imagem de perfil de Sanar

Holyfield tem 56 anos e foi diagnosticado com diabetes mellitus tipo 2 (DM2) há 6 anos.

Na última quarta-feira (10), o ex-pugilista Reginaldo Holyfield Andrade deu entrada em uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Salvador.  Na ocasião, a lenda do boxe apareceu nos meios de comunicação emagrecido e em uma cadeira de rodas.

Pensando em te manter informado sobre o assunto, a Sanar trouxe os desdobramentos do caso pelo viés da área médica.

Atualização: De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), o ex-pugilista Reginaldo Holyfield teve alta médica na manhã desta sexta-feira (20/05), após 10 dias internado.

Qual doença está acometendo Reginaldo Holyfield?

A Diabetes Mellitus consiste em uma doença metabólica que cursa com uma elevação da glicose no sangue (hiperglicemia) e pode ocorrer devido a:

  • Defeitos na secreção insulina 
  • Defeito na ação do hormônio insulina

A insulina é produzida no pâncreas, pelas chamadas células beta e tem como função principal promover a entrada de glicose para as células do organismo.

A DM pode ser do tipo 1 ou do tipo 2. No geral, o tipo 1 afeta mais jovens e é caracterizada pelo defeito na secreção de insulina. Já no tipo 2, há uma resistência insulínica que demora anos até se manifestar. 

Quais os principais sintomas da diabetes tipo 2?

A DM2 costuma ocorrer de forma mais progressiva e assintomática, por conta disso, o diagnóstico acaba sendo tardio, por volta dos 45 anos. 

Nessa idade, o paciente começa a apresentar os sintomas clássicos: 

  • Poliúria: urina várias vezes
  • Polidipsia: sede excessiva
  • Polifagia: aumento da fome
  • Perda de peso

Esses sintomas explicam a perda de peso considerável de Holyfield, que perdeu cerca de 20kg.

Quais as principais complicações da DM2? 

Se não controlada, a DM2 poderá causar diversas complicações ao paciente. Em entrevista, a filha do ex-boxeador afirma que ele não aderiu ao tratamento com insulina, o que poderá ter agravado o seu quadro. 

Dessa forma, a longo prazo, a glicemia elevada pode causar sérios danos ao organismo como:

  • Retinopatia diabética: danos à retina que levam à cegueira; 
  • Falência renal;
  • Neuropatia periférica: afeta os nervos das extremidades do corpo. Esse pacientes podem apresentar formigamento nas extremidades;

Como evitar complicações? 

Para evitar complicações, é necessário que o paciente tenha  muito comprometimento com o tratamento. Além de uma mudança no estilo de vida.

Entre os pilares do tratamento do diabetes estão:

  • Alimentação saudável, evitando consumo de alimentos gordurosos ou a ingestão de muita açúcar
  • Evitar sedentarismo
  • Perda do excesso de peso
  • Monitoramento periódico dos níveis de glicose no sangue

Dessa forma, para que o ex-boxeador tenha um bom prognóstico, será necessário também um acompanhamento médico de perto, para avaliar a evolução da doença. 

Você sabe o que é derrame ocular? Veja mais sobre o acometimento ocular que a ex-BBB Patricia Leitte sofreu. 

Referência bibliográfica

American Diabetes Association. Standarts of Medical Care in Diabetes – 2019.

GOLDMAN, Lee; AUSIELLO, Dennis. Cecil Medicina. 25a ed. Rio de Janeiro: Elsevier, 2018.

Sugestão de leitura complementar:

Compartilhe com seus amigos: