Resumos: as bases médicas para o raciocínio clínico do Sistema Renal | Ligas

Resumos: as bases médicas para o raciocínio clínico do Sistema Renal | Ligas

Compartilhar

O sistema renal compõe uma das principais vias de regulação e manutenção da vida humana, para tanto, conhecer o seu órgão funcional é de fundamental importância para o médico, estudante de medicina ou profissional de saúde que se propõe a cuidar e lidar com pacientes.

            Seguem abaixo os pontos essenciais das matérias básicas do curso de medicina que consubstancia o raciocínio da prática clínica.

As bases do Sistema Renal

Anatomia

O sistema renal é formado por um órgão par, de coloração marrom-avermelhada que mede cerca de 10 centímetros de comprimento, 5 centímetros de largura e 2,5 centímetros de espessura e cujo formato visual lembra um feijão.

Seu peso médio é de 150 g em homens e 135 g em Mulheres, e ele apresenta uma delgada cápsula fibrosa composta de tecido rico em colágeno com algumas fibras elásticas e musculares lisas.

O rim direito encontra-se posterior ao fígado, duodeno e colo ascendente. Já o rim esquerdo relaciona-se com estômago, baço, pâncreas, jejuno e colo descendente. 

  • Localização: Os rins são estruturas retroperitoneais localizados lateralmente a coluna vertebral na parte posterior da cavidade abdominal, abaixo da cúpula diafragmática, sendo o rim direito levemente caudal em relação ao esquerdo, devido a presença do fígado. Os níveis dos rins modificam-se durante a respiração e com mudanças posturais, movendo-se 2 a 3 centímetros em direção vertical, podendo ocupar o espaço que vai das duas últimas vértebras torácicas as duas primeiras vértebras lombares.
  • Faces renais: Anterior e Posterior. Vale ressaltar que a face anterior do rim direito tem íntima relação com o fígado, chegando a gerar nele a impressão renal. 
  • Polos renais: Superior, onde se encontra sua relação com a glândula suprarrenal e inferior, polo que se relaciona com as alças intestinais.
  • Margens renais: Lateral, correlacionada com o baço (rim E) e vesícula biliar (rim D) e medial, onde de encontra o hilo renal.
  • Hilo: Estrutura em fenda onde se encontra o pedículo renal, que é composta por veia renal, artéria renal e pelve renal.

Semiologia

Punho percussão da loja renal: o examinador deve colocar a mão espalmada sobre o ângulo costovertebral e aplicar um golpe com a superfície ulnar de seu punho, usando uma força suficiente para produzir uma vibração perceptível, porém, indolor. Em casos de desconforto doloroso, diremos que o Sinal de Giordano é positivo, sendo sugestivo de pielonefrite.

  • Palpação do rim direito: O examinador deve se posicionar a direita do paciente, com o paciente em decúbito dorsal, tenta-se elevar o rim direito com a mão esquerda sob o dorso do paciente e com a mão direita, deve-se palpar profundamente o quadrante superior direto do abdome. Pode ser normalmente palpável em pessoas magras e com bom relaxamento muscular.
  • Palpação do rim esquerdo: Com o paciente em decúbito lateral direito, o examinados à direita do paciente deve elevar o flanco esquerdo do assistido, e, com mão direita, deve palpar profundamente o quadrante superior esquerdo do abdome. O rim esquerdo é mais difícil de ser palpado quando comprado com o rim direito.

Fisiologia

Os rins, principal órgão do sistema urinário é muito lembrado por sua função de depuração sanguínea e seu papel exócrino, com a formação da urina. Contudo, ele possui diversas funções, as quais estão resumidamente descritas abaixo:

  • FILTRAÇÃO: Esta se inicia pela cápsula de Bowman, onde há inserção de um novelo de capilares fenestrados recobertos por células epiteliais, formando a camada de filtração renal (podócitos, membrana basal e endotélio). Em condições normais filtram-se água, sódio, potássio, cloreto, fosfato, cálcio, magnésio, ureia, glicose e sais.
  • REABSORÇÃO: A maior parte da reabsorção ocorre no túbulo contorcido proximal, ocorrendo por mecanismos ativos e passivos, sendo que a maioria das reabsorções ocorre por mecanismos transepiteliais. Em condições normais, reabsorve-se quase que a totalidade da glicose filtrada, além de água, sódio, potássio, cloreto, aminoácidos e bicarboneto.
  • EXCREÇÃO: O rim também excreta vários metabólitos finais, os quais não são mais necessários ao organismo. Esses metabólitos incluem: uréia, creatinina, ácido úrico, produtos finais de hemoglobina e de hormônios.
  • SECREÇÃO: O rim possui função endócrina, sendo responsável pela ativação do Sistema Renina-angiotensina II, através da Renina. Ele também secreta a eritropoietina, implicada no processo da hematogênese, e também ele secreta calcitriol, percussor da ativação da vitamina D.
  • FUNÇÕES: Sua função primordial é a homeostasia que é regulada através da sua unidade funcional, o néfron. Essa homeostasia regula a concentração iônica de sódio (Na), potássio (K) e cloreto (Cl-), colaborando com a manutenção do pH e eliminação de substâncias w produtos metabólicos tóxicos.
Compartilhe com seus amigos:
Termos de Uso | Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.