Ciclo Clínico

Mieloma múltiplo: o que devo saber para a prática clínica?

Mieloma múltiplo: o que devo saber para a prática clínica?

Compartilhar
Imagem de perfil de Graduação Médica

Você já estudou um caso de mieloma múltiplo na prática clínica? Sabe identificar os sinais e sintomas dessa doença? 

O Mieloma Múltiplo (MM) consiste em uma doença sistêmica e as imunoglobulinas monoclonais podem aderir-se umas às outras ou a tecidos, causando uma disfunção de órgão-alvo.

Para te ajudar a entender mais sobre essa patologia, a Sanar preparou esse texto. Continue por aqui e saiba como identificar os pacientes que possuem a doença.

Quais os sintomas do mieloma múltiplo? 

As possíveis alterações relacionadas à progressão do mieloma múltiplo podem ser lembradas pelo mnemônico CRAB:  

  • C (cálcio): hipercalcemia 
  • R (renal): lesão renal 
  • A (anemia): anemia 
  • B (bones): lesão osteolítica 

Além disso, em pacientes idosos é comum que o diagnóstico de mieloma múltiplo em um paciente idoso seja feito após um quadro infeccioso.

Como é feito o diagnóstico dessa doença?

No paciente acometido com MM o diagnóstico poderá ser realizado através de exames laboratoriais. Será possível ver alterações relacionadas a:

  • Anemia
  • Aumento de creatinina e ureia;
  • Hipoalbuminemia
  • Redução de imunoglobulinas (com exceção da proteína produzida pelo plasmócito anômalo).

Se o paciente apresentar um dos fatores do CRAB e pico monoclonal observado na eletroforese de proteínas (imunoglobulina produzida por um único clone de plasmócitos) poderá se pensar em MM. 

Além disso, na avaliação inicial do paciente, a radiografia pode mostrar alterações ósseas em 75% dos pacientes, identificadas como lesões líticas na calota craniana ou fraturas.

Lesões líticas características de mieloma múltiplo – aboutcancer.com

Tratamento

O mieloma múltiplo poderá ser tratado com quimioterapia ou transplante de medula óssea. Além disso, o médico deve estabelecer um tratamento de suporte a esse paciente:

Poderá ser utilizada a radioterapia no local da dor, antibióticos e antivirais profiláticos e cirurgia ortopédica, se for necessário.

Aprenda mais com nossa aula gratuita: 

Referência bibliográfica

UPTODATE. Kidney disease in multiple myeloma and other monoclonal gammopathies: Etiology and evaluation. 2020.

UPTODATE. Multiple myeloma: Clinical features, laboratory manifestations, and diagnosis. 2022.

Sugestão de leitura complementar: