Residência Médica

Rotina da residência em Endocrinologia e Metabologia

Rotina da residência em Endocrinologia e Metabologia

Compartilhar

Sanar Residência Médica

6 min há 225 dias

Conhecer a rotina da residência de Endocrinologia e Metabologia é muito importante para quem tem interesse na área. Afinal, são necessários cerca de 10 anos de formação até se tornar um especialista em Endocrinologia.

A Endocrinologia é uma área relativamente nova e com poucos especialistas. De acordo com a pesquisa Demografia Médica no Brasil 2018, existem 5210 especialistas em todo país, razão de 2,51 por 100 mil habitantes. Isso representa 1,4% sobre o total de especialidades.

Diversos serviços oferecem residência em Endocrinologia no país. São mais de 70 serviços credenciados pela Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia (SBEM). Entre os que mais se destacam, estão o Hospital Santa Marcelina (SP), Hospital Felício Rocho (MG) e Hospital das Clínicas (UFPR).

São muitas coisas que você não pode deixar de saber antes de escolher a residência em Endocrinologia. Por isso, para você conhecer um pouco mais da especialidade e da rotina do residente, a Sanar Residência Médica conversou com Deborah Nogueira, graduada em Medicina pela Unifenas/MG, que realizou residência em Clínica Médica pela Secretaria do Estado de Saúde, em Brasília-DF, e está finalizando o R4 de Endocrinologia e Metabologia no Hospital Geral Roberto Santos em Salvador/BA.

Acompanhe os detalhes abaixo e escolha bem a sua especialidade!

A escolha da residência

A escolha da residência é um momento fundamental na carreira do médico. Geralmente, são levados em consideração diversos aspectos, tanto pessoais quanto profissionais.

Deborah conta que escolheu a especialidade durante a residência de Clínica Médica. “Eu não tive muito contato com a Endocrinologia durante a graduação ou mesmo durante a residência de Clínica Médica. Entretanto, busquei formas de me aproximar da especialidade. Aos poucos, descobri que essa seria a minha escolha”.

A decisão foi baseada principalmente por se tratar de uma área clínica ampla. “A Endocrinologia é uma especialidade fascinante e muito abrangente, permitindo um olhar clínico preciso diante de patologias sistêmicas e hormonais complexas. Além disso, tem foco também na prevenção de doenças e promoção de qualidade de vida”.

Deborah conta também que a residência no HGRS está sendo muito positiva, já que “é uma instituição que permite uma formação completa, possibilitando amplo aprendizado intra-hospitalar, além dos ambulatórios e diversas atividades em estágios externos. Isso sempre junto a uma preceptoria de excelência”, explica.

Como a residência é dividida 

Para se tornar um médico endocrinologista, é necessário concluir pelo menos 2 anos de residência em Clínica Médica e, só então, prestar uma nova prova para ingressar na especialidade. A residência tem duração de dois anos.

Deborah conta um pouco sobre o funcionamento da residência do serviço que faz parte. “No R3, tem atividades ambulatoriais e hospitalares no acompanhamento de pacientes internados na enfermaria de endocrinologia. O R2, por sua vez, avalia interconsultas hospitalares, além das atividades ambulatoriais. Além disso, o aprendizado prático é complementado em estágios externos, em serviços parceiros”.

Os residentes também passam por diversas áreas de atuação. “A formação contempla diversas áreas de atuação ao longo dos 2 anos de residência na especialidade, tais como: Doenças Tireoideanas, Diabetes, Obesidade, Neuro-endocrinologia, Câncer de Tireoide, Metabolismo Ósseo, doenças da Adrenal, das gônadas, dentre outras”, explica.

O melhor da residência em Endocrinologia

Para Deborah, “Compreender melhor todo o metabolismo e a complexidade da atuação hormonal no organismo” é a melhor parte da endocrinologia.

Além disso, ela também destaca a possibilidade de direcionar pacientes em prevenção e tratamento. “Poder conduzir pacientes na prevenção de agravos e no tratamento de doenças com tanto impacto clínico, e ver bons resultados ao longo do tempo, é muito gratificante”, completa.

Expectativa de trabalho e emprego

A Endocrinologia oferece umas vasta área de atuação. Após fazer a residência, o médico pode realizar subespecialização para aprofundar os conhecimentos em áreas como: 

  • Doenças da hipófise;
  • Obesidade;
  • Crescimento;
  • Menopausa etc.

“É uma especialidade com atuação ampla e, portanto, existem opções interessantes e diversificadas para o dia a dia, com boas oportunidades”, afirma Deborah.

A remuneração de um endocrinologista pode variar de acordo com a região e o tipo de trabalho, que pode ser no serviço público ou em clínicas privadas. De acordo com o site Salario.com.br, um endocrinologista no Brasil ganha em média R$ 6.795,82 para uma jornada de trabalho de 18 horas semanais.

Em geral, o médico endocrinologista atua em ambulatórios públicos ou clínicas privadas, porém nos últimos anos tem ganhado novas possibilidades, como conta Deborah.

“A especialidade é voltada para atendimento ambulatorial, então a maior parte da carga horária é nesse tipo de atendimento. Entretanto, cada vez mais o endocrinologista tem ganhado espaço no contexto intra-hospitalar e na abordagem multidisciplinar”, revela.

Conclusão sobre a rotina da residência em Endocrinologia e Metabologia

A residência em Endocrinologia tem pontos positivos e negativos, assim como outras especialidades. Os longos anos de formação e o grande volume de conteúdo e trabalho durante a residência exigem do médico dedicação integral.

Mesmo com o longo caminho, “a Endocrinologia é uma especialidade maravilhosa”, conclui Deborah. Afinal, é uma especialidade que tem ganhado cada vez mais espaço no tratamento de doenças e na promoção de saúde.

Sanar-Residência-Médica-Trial-Extensivo-R1-2021

Posts relacionados

Veja a Rotina da Residência por especialidade!

Referências:

As melhores residências em Endocrinologia

Demografia Médica no Brasil 2018

Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.