Ciclo Básico

5 Mnemônicos semiologia médica que você deve saber

5 Mnemônicos semiologia médica que você deve saber

Compartilhar
Imagem de perfil de Comunidade Sanar

Resumo com os cinco mnemônicos ideais para estudar semiologia médica. Aproveite esse material para potencializar seus estudos para faculdade!

A utilização de mnemônicos e acrônimos durante os processos de aprendizagem é uma estratégia de memorização muito utilizada pelos estudantes.

Os mnemônicos e acrônimos permitem, de maneira criativa e até divertida, a fixação de conceitos de diversos níveis de complexidade e favorece o resgate de conteúdos estudados.

O que é um mnemônico?

Um mnemônico é uma técnica de memorização que ajuda a lembrar informações complexas através de associações mais simples, como palavras, frases, imagens ou histórias.

Os mnemônicos podem ser usados para lembrar de uma variedade de informações, incluindo listas, números, conceitos, e até mesmo processos complexos.

Como criar um mnemônico?

A chave para criar mnemônicos eficazes é torná-los pessoais e significativos para você. Dessa forma, você vai conseguir facilmente associar a informação que precisa lembrar com algo que faça sentido em sua mente.

Existem algumas técnicas para criar seus próprios mnemônicos eficazes. Confira algumas estratégias:

  • Associação: associe a informação que você deseja lembrar com algo que seja fácil de recordar para você. Por exemplo, se você precisa lembrar o nome de uma pessoa chamada Pedro e ele tem um bigode grande, você pode associar “Pedro” com “bigode”.
  • Visualização: crie imagens mentais vívidas que representem a informação que você deseja lembrar. Quanto mais detalhadas e vívidas forem as imagens, mais fácil será para você recordá-las.
  • Acronimos: crie uma palavra ou frase usando as primeiras letras de cada palavra que você precisa lembrar. Por exemplo, para lembrar as cores do arco-íris (vermelho, laranja, amarelo, verde, azul, anil e violeta), você pode criar o acrônimo “Viva Lá, Amor Verdadeiro, Indiscutível”.
  • Rimas e canções: transforme a informação em uma rima ou canção. A melodia e o ritmo podem ajudar a fixar a informação em sua memória. Por exemplo, você pode criar uma canção com o nome de todas as partes do corpo humano.
  • Histórias e narrativas: crie uma história ou narrativa que envolva a informação que você deseja lembrar. Quanto mais interessante e elaborada for a história, mais fácil será para você recordar os detalhes. Por exemplo, se você precisa lembrar uma sequência de eventos, crie uma história que conecte esses eventos de uma forma lógica e memorável.

Mnemônicos e os estudos para faculdade de medicina

Os mnemônicos podem ser muito úteis nos estudos para faculdade de medicina, principalmente pela vasta quantidade de conteúdos densos e complexos das disciplinas do curso.

A técnica de memorização pode ajudar a memorizar conceitos, termos médicos, anatomia, fisiologia, farmacologia e muito mais.

Mnemônicos e a semiologia médica

A semiologia é uma das disciplinas de maior volume de conteúdo e representa a ponte entre os ciclos básico e clínico. Ela é a base da medicina, sendo essencial ao raciocínio clínico, que irá conduzir o diagnóstico e ao estabelecimento da boa relação médico-paciente.

Os conhecimentos adquiridos com esta disciplina estará presente ao longo de todo período de exercício da profissão. Afinal, é aqui que o médico obtém-se informações completas dos pacientes através da realização da anamnese, do exame físico e do agrupamento dos achados.

O que não se posso esquecer sobre esta disciplina?

A semiologia médica é a parte da medicina dedicada à análise dos sinais e sintomas apresentados pelos pacientes. Entre os aprendizados que compõem a semiologia médica e que precisam ser memorizados:

  • investigação correta da dor, muitas vezes líder das queixas,
  • conhecimento de manobras distintas e da ordem das etapas do exame físico em diferentes regiões do corpo,
  • saber identificar, através de sinais minuciosos, qual a síndrome presente.

Confira cinco mnemônicos para estudar semiologia

Avaliando da dor (LIIDERAMCA)

Localização; Intensidade, Irradiação; Duração; Evolução; Relação com funções orgânicas; Agravantes; Manifestações concomitantes; Caráter; Atenuantes.

A dor é uma manifestação orgânica presente em diversas condições clínicas, entendida como um mecanismo básico de defesa que afasta o sujeito de estímulos nocivos, e constitui uma das queixas mais frequentes que levam o indivíduo a buscar atendimento médico.

Entender como essa dor se desenvolve é um conhecimento importante para elencar possibilidades diagnósticas e terapêuticas. Tal entendimento deve ser construído ainda na anamnese, momento em que se colhe a história daquela dor e que, dotados de um raciocínio clínico, nos sugere alguns fatores causadores e até mesmo síndromes e patologias associadas.

Os 5H da anamnese

5H’s da anamnese: história da doença atual, patológica pregressa, fisiológica, social e familiar.

A anamnese é o procedimento inicial e fundamental para estabelecer um diagnóstico preciso e instituir as condutas terapêuticas adequadas. Sua forma padrão segue etapas distintas, iniciando pela identificação e queixa principal do paciente.

As etapas seguintes irão buscar entender a história da doença atual, sua origem e sinais e sintomas, através de possíveis correlações com doenças prévias, história familiar de saúde e hábitos pessoais.

Principais síndromes respiratórias (PÉ DE CABrA)

Pneumotórax; Edema pulmonar cardiogênico; Derrame pleural; Enfisema; Condensação; Atelectasia; Bronquiectasia; Asma.

As síndromes respiratórias tem sido o centro de atenção nas Unidades Saúde nos últimos dois anos, desde o surgimento da COVID-19.

Os diagnósticos diferenciais irão direcionar a conduta médica, permitindo prever o curso natural da doença e a sua gravidade. Além de orientar o tratamento e as medidas de precaução de contato, fundamentais no controle da disseminação em casos de infecções virais.

Exame físico do abdome (IAPePa)

Inspeção; Ausculta; Percussão; Palpação.

As queixas gastrintestinais são uma causa importante de consulta médica ambulatorial e nos serviços de emergência.

Existe uma ampla gama de sinais e sintomas gastrintestinais superiores e inferiores, e a identificação do local de origem do desconforto é o ponto de partida para entender e avaliar o quadro do paciente.

Essa identificação deve ser feita através do exame físico e sempre de maneira ordenada, atentando-se principalmente a intensidade da dor ou desconforto no momento da palpação superficial.

Avaliação de abaulamento na parede abdominal (TOVS)

Tosse; Ortostase; Valsava; Smith-Bates. Abaulamentos no abdome podem ocorrer pela presença de massas, como neoplasias ou hérnia.

A identificação correta da causa deve ser feita através da anamnese em conjunto com o exame físico e exames complementares, quando necessários.

Durante o exame físico, algumas manobras podem auxiliar nessa identificação.

Autores, revisores e orientadores:

  • Liga: Liga Acadêmica de Clínica Médica da UNESA – instagram: @lacmedunesa
  • Autor(a): Leonardo Carvalho Reis
  • Co-autor(a): Iandy Taricone de Souza Mateus
  • Revisor(a): Julia Resende de Oliveira
  • Orientador(a): Maurício Pinto de Mattos
  • Co-orientador(a): Amanda Aparecida da Silva Machado

O texto acima é de total responsabilidade do(s) autor(es) e não representa a visão da sanar sobre o assunto.

Observação: material produzido durante vigência do Programa de colunistas Sanar junto com estudantes de medicina e ligas acadêmicas de todo Brasil. A iniciativa foi descontinuada em junho de 2022, mas a Sanar decidiu preservar todo o histórico e trabalho realizado por reconhecer o esforço empenhado pelos participantes e o valor do conteúdo produzido. Eventualmente, esses materiais podem passar por atualização.

Novidade: temos colunas sendo produzidas por Experts da Sanar, médicos conceituados em suas áreas de atuação e coordenadores da Sanar Pós.


Quer aprofundar os estudos em semiologia médica?

Você pode investir em ferramentas complementares de estudo para potencializar o aprendizado durante a faculdade de medicina. Para você que não sabe bem qual ferramenta escolher, temos duas super dicas: investir na assinatura do SanarFlix e/ou adquirir um livro sobre o tema (Manual Semiologia Médica).

O SanarFlix é a maior plataforma de ensino médico da América Latina, que oferece inúmeras videoaulas, resumos, mapas mentais e questões para potencializar os estudos. Conheça o produto e faça já sua assinatura no SanarFlix.

O livro Manual Semiologia Médica da Sanar tem como objetivo padronizar o treinamento em habilidades semiotécnicas, com base em avaliação da melhor evidência científica disponível, a partir de uma didática versátil. Saiba mais sobre o livro e compre seu livro de semiologia da Sanar com um super preço.

Referências

  • Porto, C.C. Semiologia Médica. 7ª Edição. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2014.
  • Swartz, M.H. Tratado de Semiologia Médica: História e Exame Clínico. 7ª Edição. Rio de Janeiro: Elsevier, 2015.

Sugestão de leitura complementar

Confira outros artigos que podem ser do seu interesse: