Anatomia de órgãos e sistemas

Anatomia do Baço: definição, função e anatomia do Baço

Anatomia do Baço: definição, função e anatomia do Baço

Compartilhar

SanarFlix

3 min há 830 dias

Confira um artigo completo que falamos sobre a Anatomia do Baço para esclarecer todas as suas dúvidas. Ao final, confira alguns materiais educativos para complementar ainda mais os seus estudos.

Boa leitura!

Anatomia do Baço: Definição e Função

O baço consiste em uma massa oval, localizada na parte superolateral do quadrante abdominal esquerdo, que recebe proteção da parte inferior da caixa torácica. Participa do sistema de defesa do corpo, sendo um local no qual há a proliferação de linfócitos e também onde ocorre a vigilância e resposta imune.

Atua basicamente na identificação, remoção e destruição de hemácias antigas e de plaquetas fragmentadas, bem como na reciclagem de ferro e globina. Apesar dessas funções, ele não é caracterizado como um órgão vital.

SE LIGA! A localização anatômica do baço dá-se, como já mencionado, na porção superolateral do quadrante abdominal esquerdo. Mas, na sua prática semiológica, é de extrema importância que você saiba que, de acordo com a divisão do abdome em regiões, o baço se localiza no hipocôndrio esquerdo.

Anatomia do Baço Descritiva

Possui uma cápsula serosa mais exterior que consiste em uma camada de peritônio visceral, que circunda todo o baço, com exceção do hilo esplênico, constituindo a sua túnica serosa.

Logo abaixo desta, o baço possui uma cápsula fibrosa, que consiste na túnica propriamente dita, formada por tecido fibroso, responsável por manter os componentes da polpa esplênica em seus devidos lugares.

SE LIGA! A cápsula fibrosa é formada por tecido conjuntivo fibroelástico denso, que se torna mais espesso na região do hilo esplênico.

A cápsula fibrosa forma trabéculas conforme adentra o parênquima do baço, conduzindo vasos sanguíneos que entram e saem pelo parênquima, além de formar uma rede de sustentação para as células que formam a polpa esplênica, como vasos, nervos e células do sistema imunológico.

Normalmente, o baço contém muito sangue, o qual é expelido periodicamente para a circulação por ação do músculo liso presente em sua cápsula e nas trabéculas.

O baço possui duas faces: a visceral e a diafragmática. A última possui um formato convexo e, como o próprio nome diz, se relaciona principalmente com a porção esquerda da face visceral do diafragma. A face visceral do baço é aquela voltada para a cavidade abdominal propriamente dita.

O baço ainda possui uma margem inferior e uma superior, bem como dois polos: um anterior e outro posterior, os quais são definidos dada a posição anatômica do baço.

O hilo esplênico consiste na região por onde entram e saem os ramos esplênicos da artéria e veia esplênicas. O hilo também pode estar em contato com a cauda do pâncreas, constituindo o limite esquerdo da bolsa omental.

Posts relacionados a Anatomia do Baço

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.