Pediatria

Gastroenterite Aguda: o que é, agente etiológico e mais!

Gastroenterite Aguda: o que é, agente etiológico e mais!

Compartilhar
Imagem de perfil de SanarFlix

Gastroenterite Aguda é uma doença que causa inflamação do trato digestivo, geralmente de etiologia infecciosa, com grande prevalência na infância. É considerada uma das maiores causas de mortalidade na infância, particularmente em menores de 5 anos. Essa alta mortalidade vem diminuindo nos últimos 20 anos. Em 1991, foram registrados 3,5 milhões de óbitos por gastroenterite ao redor do mundo. Em 2011, esse número caiu para 1,5 milhões de mortes.

No Brasil, em 2015, a diarreia foi responsável por 4,1% dos óbitos, ocupando o quarto lugar entre as causas de mortalidade infantil, em 1980, sustentava a segunda posição. Atribui-se essa melhoria às melhores condições de saneamento, a melhoria da situação nutricional da população, a maior cobertura vacinal e a disseminação dos princípios de tratamento da desidratação.

Já a diarreia, uma das principais causadoras da desidratação nos quadros de gastroenterite aguda, é definida pela presença de 3 ou mais dejeções amolecidas ou aquosas em um período de 24 horas. Pode ser classificada em: aguda, quando tem duração menor que 14 dias; persistente, quando tem duração igual ou superior a 14 dias.

A diarreia aguda pode ser classificada em: aquosa, quando há grande perda de fluidos, podendo levar a desidratação; e disenteria (diarreia aguda com sangue), quando há presença de sangue nas fezes, podendo estar associada a infecção sistêmica.

Agente Etiológico e Fisiopatologia Gastroenterite Aguda

A gastroenterite aguda é causada pela presença de agentes infecciosos que podem ser vírus, protozoários, fungos ou bactérias, no trato gastrointestinal. Possui transmissão fecal-oral e por vezes através de secreções respiratórias, provocando alteração na função intestinal e causando lesão através de diversos mecanismos.

Os vírus são os agentes etiológicos mais comuns da gastroenterite aguda. Eles agem ao infectar o enterócito no epitélio do intestino delgado, promovendo aumento da liberação de sais e água na luz do intestino. Os principais são rotavírus, coronavírus, adenovírus, norovírus e astrovírus.

SE LIGA! O rotavírus teve sua incidência diminuída com a introdução da vacina em 2006, mas ainda é a causa mais comum de diarreia grave com desidratação em crianças, principalmente nas menores de 2 anos.

O norovírus é o principal causador de gastroenterite em todas as faixas etárias, atingindo prioritariamente lactentes entre 6 e 18 meses.

Gastroenterites bacterianas são menos comuns que as virais. Elas podem provocar liberação de enterotoxinas que se fixam à mucosa sem invasão e bloqueiam as trocas de sódio e potássio, proporcionando secreção ativa de Cl, sódio e água na luz intestinal. Este mecanismo é causado principalmente por vibrio cholerae e estirpes enterotóxicas de E. coli.

Bactérias como Shigella, Salmonella e Campylovacter jejuni podem invadir a mucosa intestinal e promover a formação de úlceras microscópicas, que levam a diarreia com presença de leucócitos e eritrócitos. Dentre os agentes bacterianos, a Salmonella e o Campylobacter são os mais comuns.

Certos protozoários, como a giardia lamblia, também podem levar a gastroenterite ao aderir e invadir a mucosa intestinal. A giardíase pode se transformar em uma infecção crônica e levar a má absorção de nutrientes. Outros parasitas que podem causar diarreia são entamoeba histolytica e Cryptosporidium Isospora.

Posts relacionados