Ciclos da Medicina

Síndrome de Mallory-Weiss: o que é, sintomas e tratamento

Síndrome de Mallory-Weiss: o que é, sintomas e tratamento

Compartilhar
Imagem de perfil de Sanar Residência Médica

A síndrome de Mallory-Weis consiste em uma laceração longitudinal da mucosa na junção esôfago-gástrica

Essa síndrome é a causa de cerca de 5% dos episódios de hemorragia digestiva alta. Você sabe os principais passos para diagnosticar essa patologia? Para te deixar por dentro do assunto, preparamos esse texto para você!

O que causa a síndrome de Mallory-Weiss?

Essa patologia é causada como consequência de qualquer situação que aumente a pressão no esôfago. As causas mais comum desta síndrome são vômitos contínuos causados por: 

  • Alcoolismo
  • Bulimia
  • Gravidez

Além de vômitos frequentes, também poderá ocorrer por tosse intensa, ânsias de vômito ou soluços constantes. 

Quais os principais sintomas?

Os principais sintomas dessa síndrome são:  

  • Dor abdominal ou no tórax 
  • Hematêmese (vômitos com sangue)
  • Fezes escuras e com cheiro fétido
  • Cansaço excessivo
  • Dor abdominal
  • Náuseas e tonturas

Contudo, o diagnóstico não é fácil, visto que esses sintomas podem ser confundidos com outras patologias do sistema gastrointestinal. O diagnóstico é realizado por endoscopia digestiva alta (EDA). 

Na EDA será possível visualizar evidências de laceração localizada na junção esofagogástrica. 

Fonte: igastroped.com.br

As lacerações de Mallory-Weiss são usualmente únicas e longitudinais, contudo, lacerações múltiplas também podem ser vistas. 

Como tratar a síndrome de Mallory Weiss? 

O tratamento é feito, no geral, por um gastroenterologista em um hospital. Primeiramente, é necessário estabilizar o paciente e estancar o sangramento por meio do fechamento dos vasos sanguíneos lesados por meio da EDA. 

Caso o médico não consiga estancar o sangramento, será realizada uma cirurgia para suturar a lesão. Vale salientar que o paciente necessitará de acompanhamento para observar sua evolução. 

Confira mais sobre a prática clínica de um gastroenterologista:

Referência bibliográfica

  1. Knauer CM. Mallory-Weiss syndrome. Characterization of 75 Mallory-weiss lacerations in 528 patients with upper gastrointestinal hemorrhage. Gastroenterology 1976; 71:5.
  2. Fishman ML, Thirlwell MP, Daly DS. Mallory-Weiss tear. A complication of cancer chemotherapy. Cancer 1983; 52:2031.
  3. Endoscopia terapêutica. Manejo endoscópico da Síndrome de Mallory Weiss. 2021.

Sugestão de leitura complementar