Outros

Futuro da medicina: O que vai transformar a saúde nos próximos anos? | Colunistas

Futuro da medicina: O que vai transformar a saúde nos próximos anos? | Colunistas

Compartilhar

Comunidade Sanar

6 min há 830 dias

1.0 Introdução

A medicina vem evoluindo em progressão geométrica e esta evolução vem trazendo uma série de melhoras e mudanças nas vidas de médicos, estudantes e pacientes, por essa razão vale a pena a pena que todos os indivíduos envolvidos nessas relações maneira direta ou indireta entenda um pouco mais sobre o contemporaneidade e expectativas dessa profissão tão importante para a sociedade.

2.0 Passeio pela linha do tempo

A medicina sofreu várias mudanças ao longo dos anos e os, editores do “The New England Journal of Medicine”, separaram alguns acontecimentos do milênio passado que marcaram a história da medicina. Esses marcos vão desde a Elucidação da Anatomia Humana, passando por descobertas de células e indo até o desenvolvimento da anestesia e farmacoterapia molecular. Entretanto a medicina ainda está muito longe de atingir sua plenitude.

A mudança, hoje em dia, começa nas faculdades que estão aos poucos substituindo o método tradicional por inovadores que eu explico melhor em meu artigo TBL: O método do futuro e, principalmente, no exercício prático da profissão que sofre muitas mutações e influências da inteligência artificial.

3.0 Mudanças de Prioridades

Atualmente a medicina é focada em resolver disfunções de saúde e não em evitá-las, porém essa prática tende a diminuir ao longo dos anos e a Medicina Preventiva vem ganhando cada vez mais força.

Os aparelhos digitais têm grande importância na ajuda do monitoramento da saúde das pessoas. É comum encontrarmos indivíduos, principalmente jovens, com aplicativos virtuais em seus celulares que os lembram e ensinam desde os horário da alimentação até mesmo a quantidade certa de água e nutrientes que devem ser ingeridos diariamente. Essas atribuições dos celulares trazem uma série de benefícios à médio e longo prazo aos seus donos.

4.0 Uso da tecnologia

O avanço tecnológico é algo inevitável e essencial para os médicos. Através dele os profissionais podem descobrir doenças em estágios cada vez mais iniciais, além de prever algumas que podem acontecer, Dessa forma, é possível tomar medidas mais rápidas e eficientes para manter o bem-estar das pessoas.

Uma consequência direta do progresso da tecnologia é a possibilidade de um acolhimento e tratamento cada vez mais individualizado do cidadão, melhorando os dois lados da relação médico paciente.

5.0 Inteligência Artificial (IA)

As teorias dos filmes estão cada vez mais próximas da realidade e, atualmente, já é possível pensar em órgãos feitos por impressoras 3D, utilizando biotecnologia. Essa evolução é sensacional, uma vez que diminuirá bastante o tempo de espera nas filas de transplantes e reduzir a rejeição do corpo humano aos órgãos.

Além disso, o uso de robôs para cirurgia está cada vez mais consolidados. Dessa maneira, a precisão e velocidade das cirurgias tendem a aumentar facilitando posteriormente a recuperação do paciente.

5.1 Relação da Inteligência Artificial com a Educação Médica

Uma mudança no currículo médico com o acréscimo de tópicos como: Comunicação, Uso de tecnologias e Capacidade de analisar dados doo paciente, será de vital importância para exercer a medicina num futuro não muito distante.

Motivada pelas inovações da área médica, a Associação Americana de Medicina realizou um estudo, cujo sumário está incluso no retalório: “Creating a Community of Innovation – The work of the AMA accelerating change in medical education”. Nesse relatório consta algumas propostas que visam conectar o Médico à IA, dentre essas estão: Disponibilização de Prontuários eletrônicos, Estudo de Sistemas de Saúde e Cursos Flexíveis baseados em competência.

6.0 Como deverá ser a Formação do Médico no Futuro

Além de focar na familiarização do estudante com as tecnologias, a graduação incentivar o trabalho como uma Equipe Multiprofissional de Saúde, seja trabalhando na comunidade, em hospitais ou qualquer outro local.

Integrar cursos para facilitar o aprendizado, estimular a atuação dos alunos em comunidades, creches, escolas, entre outros locais, são ações que melhorará bastante a qualidade do futuro profissional, uma vez que o fará desenvolver uma visão holística; por isso, a implementação desses métodos nas graduações de medicina será cada vez mais comum.

7.0 Conclusão

A humanidade e seus conhecimentos estão se modificando e evoluindo rapidamente nos últimos anos e com a medicina não é diferente. A Inteligência Artificial vem ganhando cada vez relevância no âmbito da saúde e vem se tornando uma ferramenta importante e quase inevitável na resolução dos quadros clínicos dos pacientes.

Por isso, é válido que médicos e estudantes de medicina estejam sempre se atualizando para que saibam usar a melhor conduta com as pessoas que prestarão atendimento.

8.0 Curiosidades:

O Conselho Federal de Medicina (CFM) esse ano criou uma nova regulamentação sobre a telemedicina que gerou bastante polêmica e foi revogada pouco tempo depois. Mas afinal, o que é a telemedicina?

A telemedicina existe desde a década de 1950 e compreende todo exercício médico à distância. A prática é autorizada no Brasil (de forma antiquada) desde 2002 e por essa razão pode desenvolver as seguintes vertentes: Consulta Online, Bate papo entre autoridades, Leitura de exames, Monitoramento 2.0 e Cirurgia à distância. Vale a pena informar que há cursos sobre atendimento à extensão destinada à médicos.



Conteúdo relacionado:



Compartilhe com seus amigos: