Outros

Abdome agudo hemorrágico

Abdome agudo hemorrágico

Compartilhar
Imagem de perfil de Sanar Pós Graduação

O abdome agudo hemorrágico é um quadro decorrente de sangramento intra-abdominal espontâneo, excluindo os sangramentos de origem traumática, pós-operatórios e devidos a procedimentos abdominais espontâneos.

Você também pode aprender sobre o diagnóstico do abdome agudo, abdome agudo obstrutivo, vascular, abdome agudo perfurativo ou tenha uma visão geral do abdome agudo. Você também pode ver aqui o CID-10 do abdome agudo.

Fique por dentro dos sinais clássicos no abdome agudo.

Causas do abdome agudo hemorrágico

  • Ruptura de aneurismas das artérias viscerais (artéria esplênica é a mais comum)
  • Sangramento por causas ginecológicas e obstétricas, como gravidez ectópica rota, cisto de ovário hemorrágico e endometriose
  • Ruptura de tumores, como o adenoma hepático roto
  • Aneurisma de aorta abdominal roto
  • Sangramento de foco indeterminado

Fatores de risco

  • Uso de AINES, anticoagulantes orais, heparina
  • Pacientes com INR > 4,5
  • Mulheres em idade fértil
  • Pacientes portadores de coagulopatias

Sinais e sintomas do abdome agudo hemorrágico

  • Dor abdominal de inicio súbito, difusa, com variação de leve a alta intensidade
  • É comum sinais de choque hipovolêmico!
  • Pode apresentar irritação peritoneal
  • Visceromegalias
  • Massas palpáveis pulsáteis ou não (aneurisma)
  • Sopro na face anterior ou dorso do abdome
  • Equimose na cicatriz umbilical (Sinal de Cullen- sangramento intraperitoneal) e nos flancos (Sinal de Gray Turner- sangramento retroperitoneal)
  • Sinal de Lafond (dor referida no ombro) e Sinal de Kehr (dor referida na região infra-escapular) por irritação do nervo frênico.
This image has an empty alt attribute; its file name is 04b-4.png

Diagnóstico

Laboratorial

  • Hemograma (hemoglobina e hematócrito geralmente reduzidos)
  • Leucocitose variável (hemoperitônio)
  • Plaquetograma
  • Atividade da protrombina
  • Tromboplastina parcial ativada
  • Trombina
  • Fator VIII e fibrinogênio
  • Teste de gravidez, se suspeita de gravidez ectópica

Exames de imagem

Ultrassonografia abdominal

A ultrassonografia (USG) é um exame importante no abdome agudo hemorrágico. É rápido e de fácil acesso na investigação diagnóstica, capaz de avaliar presença de líquido livre na cavidade.

USG em visão axial evidenciando ruptura aguda de uma gravidez ectópica. Fonte: Spontaneous abdominal hemorrhage: imaging evaluation.
USG em visão longitudinal evidenciando ruptura aguda de uma gravidez ectópica. Fonte: Spontaneous abdominal hemorrhage: imaging evaluation.

Pode ser necessário USG transvaginal.

Tomografia computadorizada

Mostra o foco do sangramento.

Ruptura de aneurisma de aorta abdominal. A seta indica descontinuidade da parede da aorta. A cabeça de seta mostra o extravasamento de contraste e o asterisco o hematoma retroperitoneal. Fonte: Spontaneous abdominal hemorrhage: imaging evaluation.
TC evidencia ruptura de carcinoma hepatocelular. A seta menor demonstra o sinal do coágulo sentinela e a seta mais longa o sangue livre perihepático. Fonte: Spontaneous abdominal hemorrhage: imaging evaluation.

Laparoscopia

Diagnóstica e terapêutica.

Na maioria da vezes os pacientes com diagnóstico de abdome agudo hemorrágico vão para o tratamento cirúrgico imediato.

Perguntas Frequentes:

1 – Quais são as principais causas do abdome agudo hemorrágico?

  • Ruptura de aneurismas das artérias viscerais (artéria esplênica é a mais comum)
  • Sangramento por causas ginecológicas e obstétricas, como gravidez ectópica rota, cisto de ovário hemorrágico e endometriose
  • Ruptura de tumores, como o adenoma hepático roto
  • Aneurisma de aorta abdominal roto
  • Sangramento de foco indeterminado

2 – Quais são os principais fatores de risco para o abdome agudo hemorrágico?

  • Uso de AINES, anticoagulantes orais, heparina
  • Pacientes com INR > 4,5
  • Mulheres em idade fértil
  • Pacientes portadores de coagulopatias

3 – Quais são as principais sintomas do abdome agudo hemorrágico?

  • Dor abdominal de inicio súbito, difusa, com variação de leve a alta intensidade
  • É comum sinais de choque hipovolêmico!
  • Pode apresentar irritação peritoneal
  • Visceromegalias
  • Massas palpáveis pulsáteis ou não (aneurisma)
  • Sopro na face anterior ou dorso do abdome
  • Equimose na cicatriz umbilical (Sinal de Cullen- sangramento intraperitoneal) e nos flancos (Sinal de Gray Turner- sangramento retroperitoneal)

Referências

Kendall, J. & Moreira, M. (2020). Evaluation of the adult with abdominal pain in the emergency department. In R Hockberger (Ed.). Uptodate.

Twonsend CM et al. SABISTON – TRATADO DE CIRURGIA. 18° Edição. Elsevier;. Rio de Janeiro – RJ. 2010

Espil G, Larrañaga N, et al. Spontaneous abdominal hemorrhage: imaging evaluation. Revista Argentina de Radiologia. Buenos Aires, Argentina. 2015;79(2): 86-94

Créditos:

Infográfico vetor criado por brgfx – br.freepik.com