Residência Médica

As melhores residências em Cirurgia da Mão

As melhores residências em Cirurgia da Mão

Compartilhar

Sanar Residência Médica

10 min há 238 dias

Se um médico deseja ser um excelente profissional na área, é imprescindível saber quais são as melhores residências em Cirurgia da Mão.

Como existem bastantes instituições credenciadas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão, não é uma tarefa fácil definir quais são as melhores, mas podemos sugerir algumas que são referência na especialidade.

Segundo dados da Demografia Médica do Brasil 2018, a Cirurgia da Mão é uma das áreas com maior carência de profissionais. Para todo país, havia apenas 791 especialistas, uma razão de 0,38 por 100 mil habitantes, o que equivale a 0,2% sobre o total de médicos.

Além disso, por ano, foram autorizadas 139 vagas de residência médica na especialidade.

A média salarial varia de R$5.297,50 a R$15.234,34 de acordo com a carga horária e a experiência do profissional. Em sua rotina, o cirurgião de mão cuida de todo membro superior, trabalhando com correção de pele, músculos, nervos, vasos sanguíneos, ossos, articulações, ligamentos e tendões.

Algumas patologias que necessitam passar pela Cirurgia da Mão são:

  • Síndrome do túnel do carpo 
  • Dedo em gatilho
  • Epicondilite 
  • Artroses de dedos e punho
  • Traumas
  • Lesões de nervos periféricos
  • Bursites em geral
  • Lesões por esforço repetitivo

Entre os procedimentos realizados na Cirurgia de Mão estão a microcirurgia de vasos e nervos periféricos, retalhos microcirúrgicos, reimplantes de partes amputadas, fixação de fraturas, reparos tendinosos, micro e macro anastomoses de vasos, entre outros. 

Metodologia

Determinar a melhor residência em Cirurgia de Mão é um trabalho árduo e minucioso. Neste momento apenas apontaremos as melhores com base na expertise dos especialistas e critérios objetivos. Entre as instituições credenciadas pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Mão, destacam-se:

Escola Paulista de Medicina – Unifesp

O programa de residência médica oferece 04 vagas anuais e tem como principal laboratório de ensino a Casa da Mão.

A instituição é referência na área e conta com 4 salas cirúrgicas e uma de recuperação pós-anestésica, um centro de esterilização, um arsenal cirúrgico, três vestiários, um anfiteatro e laboratórios de artroscopia e microcirurgia. 

Em média, são realizadas de 15 a 20 cirurgias por dia, geralmente, em pacientes de baixa renda vindos de todos os cantos do estado de São Paulo. 

Hospital São Lucas – da PUCRS

Apenas uma vaga é oferecida pelo programa de residência médica. Referência na especialidade, o Hospital possui serviço de Cirurgia da Mão e de Microcirurgia Reconstrutiva com atendimento de urgência 24h por dia, além de contar com médicos especialistas internacionalmente reconhecidos.

A unidade tem ampla produção científica na área e oferece assistência em cirurgia da mão, microcirurgia reconstrutiva, retalho, nervo periférico, regeneração nervosa, cirurgia plástica reparadora, trauma, cirurgia experimental e reimplante.

Faculdade de Medicina do ABC

O programa de residência médica foi reconhecido pelo MEC em 2010 e oferece 02 vagas.

O treinamento ocorre, basicamente, no Hospital Estadual Mário Covas, centro de referência em casos de média e alta complexidade na região do Grande ABC, e conta com a assistência do grupo especializado da Sociedade Brasileira de Cirurgia de Mão.

Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia / INTO-MS

Inaugurou seu programa de residência médica em 2005 e oferece 02 vagas anuais. A instituição possui um total 321 leitos hospitalares, 21 salas cirurgias e 60 consultórios multidisciplinares a nível ambulatorial, que a tornam referência na especialidade. 

O corpo clínico do Centro de Cirurgia da Mão do Into é composto por 15 profissionais certificados pela Sociedade Brasileira de Cirurgia de Mão. Além disso, o Centro de Atenção Especializada em Microcirurgia é um dos responsáveis pela estruturação da grade de treinamento dos residentes.

O programa de residência médica

De acordo com a resolução CNRM Nº 02, de 20 de agosto de 2007, o programa de residência médica terá duração de dois anos, como especialidade que exige pré-requisito, e será composto da seguinte forma:

Primeiro ano da residência em cirurgia de mão – R1

  • Vias de acesso cirúrgico dos membros superiores.
  • Fisiologia e biomecânica dos membros superiores.
  • Semiologia dos membros superiores.
  • Afecções ortopédicas, vasculares, neurológicas e cutâneas, sua abordagem global, especialmente quanto ao diagnóstico clínico, meios subsidiários e princípios de tratamento e a sua aplicabilidade nos membros superiores.- Preparo pré-operatório e seguimento pós-operatório imediato e tardio dos pacientes com afecções nos membros superiores.
  • Realização de procedimentos cirúrgicos de pequeno e médio porte.
  • Atividades de reabilitação da mão / terapia da mão.
  • Técnicas microcirúrgicas vasculares e neurológicas.
  • Técnicas vídeo-endoscópicas nos membros superiores.
  • Exame eletrofisiológico.
  • Elaboração de pesquisa e/ou trabalhos científicos no âmbito da especialidade.
  • Consulta à literatura científica nacional e internacional.

      Métodos

  • Programa teórico: aulas, seminários, reuniões clínicas e estudos dirigidos. – 10%.
  • Programa teórico-prático:

Atividades de Pronto Socorro:

  • Pronto Socorro de cirurgia da Mão – 15%
  • Atividades em Enfermaria, Ambulatório e Centro Cirúrgico:
  • Cirurgia da Mão – 50%
  • Unidade de Queimados – 5%

Atividades em Laboratório:

  • Anatomia (laboratório e SVO) – 5%
  • Microcirurgia – 5%
  • Artroscopia – 5%

Outras atividades:

  • Reabilitação – 5%

Segundo ano da residência em cirurgia de mão R2

  • Atendimento ao paciente ambulatorial e internado portador de afecções nos membros superiores,
  • sejam elas ortopédicas, traumáticas, neurológicas, vasculares, cutâneas, reumatológicas.
  • Realização de procedimentos cirúrgicos de médio e grande porte.
  • Aplicação das técnicas microcirúrgicas vasculares e neurológicas nos reimplantes, retalhos microcirúrgicos e reconstrução do plexo braquial.
  • Aplicação das técnicas vídeo-endoscópicas nos membros superiores.
  • Conclusão do trabalho científico.
  • Suporte e retaguarda técnico-funcional ao R1.

      Métodos

  • Programa teórico: aulas, seminários, reuniões clínicas e estudos dirigidos – 10%.
  • Programa teórico-prático:
  • Pronto Socorro de Cirurgia da Mão – 20%
  • Atividades em Enfermaria, Ambulatório e Centro Cirúrgico:
  • Cirurgia da Mão – 60%
  • Reumatologia – 10%

      Programa Teórico Mínimo – Aulas, seminários e/ou estudos dirigidos

  • Introdução e história da cirurgia da Mão.
  • Anatomia e biomecânica dos membros superiores.
  • Semiologia do membro superior.
  • Atendimento ao politraumatizado.
  • Cicatrização das feridas.
  • Princípios básicos da cicatrização óssea e da osteossíntese.
  • Métodos de osteossíntese.
  • Atendimento à mão gravemente traumatizada.
  • Anestesia dos membros superiores / torniquete.
  • Fraturas e luxações do cotovelo.
  • Fraturas diafisárias e distais dos ossos do antebraço.
  • Articulação rádio-ulnar distal.
  • Fraturas dos ossos do carpo.
  • Luxações e fraturas-luxações do carpo.
  • Fraturas dos ossos metacárpicos e das falanges.
  • Luxações e lesões ligamentares da mão.
  • Lesões dos tendões flexores.
  • Lesões dos tendões extensores.
  • Lesão dos nervos periféricos.
  • Reconstruções microneurais do plexo braquial.
  • Reconstrução nas paralisias dos membros superiores / transferência tendinosa.
  • Neuromas.
  • Eletroneuromiografia.
  • Amputações.
  • Artrodeses na mão e no punho.- Artroplastias.
  • Artroscopia na mão, punho e cotovelo.
  • Distrofia simpático reflexa.
  • Legislação dos acidentes de trabalho.
  • Abordagem nas doenças reumáticas
  • Tumores ósseos e de partes moles (sugere-se contato com patologista e radiologista).
  • Malformações congênitas dos membros superiores
  • Princípios das órteses e próteses.
  • Reabilitação da mão.
  • Osteoartrose e rizartrose.
  • Mão séptica, tuberculose, osteoartrite e outras infecções específicas.
  • Tendinites e tenossinovites.
  • Reconstrução do polegar
  • Paralisia obstétrica.
  • Paralisia cerebral / paralisia espástica por trauma neurológico central ou AVC.
  • Paralisias flácidas – poliomielite e pólio-like.
  • Osteomielite e Artrite Séptica.
  • Contratura de Dupuytren.
  • Contratura isquêmica de Volkmann.
  • Rigidez articular.
  • Síndromes compressivas.
  • Afecções das unhas.
  • Princípios da cirurgia vascular.
  • Técnicas microcirúrgicas.
  • Princípios da cirurgia plástica – enxertos e retalhos.
  • Reimplantes.
  • Retalhos livres para cobertura cutânea e preenchimento de falhas.
  • Retalhos musculares livres funcionais.
  • Transplante ósseo e de articulação por técnicas microcirúrgicas.
  • Transposição de artelhos para mão.

Conceito da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão

A SBCM foi fundada em 1959 com a finalidade de fortalecer e contribuir com o conhecimento científico de Cirurgia da Mão. Foi uma das fundadoras da IFSSH (International Federation of Societies for Surgery of the Hand), juntamente com as sociedades americana, britânica, francesa, italiana, alemã, escandinava e japonesa.

Sediada em São Paulo, é dividida em cinco regiões: Sul, São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Centro Oeste/Norte e Nordeste. Atualmente, possui mais de 700 membros e 33 centros credenciados para oferecer residência em Cirurgia da Mão no Brasil, com 105 residentes em treinamento no primeiro e segundo anos. 

Organiza, anualmente, programas regionais e nacionais de conscientização sobre patologias que afetam as mãos. Um deles é sobre como prevenir acidentes com fogos de artifício, comuns em festas juninas e em outros eventos comemorativos. 

Em 2017, manifestou desejo de sediar o “Congresso Trienal IFSSH 2025”, que, segundo a regra da rotatividade, deve ser realizado em um país do continente americano.

Conclusão sobre as melhores residências em Cirurgia da Mão

Diante de todas essas informações, não dá para negar a importância de escolher bem onde fazer a residência médica. A Cirurgia de Mão ainda conta com poucos médicos especialistas no país, e a maioria deles se concentra na região Sudeste (58,4%). 

Assim, quem tiver um treinamento de excelência, em uma instituição reconhecida, terá mais chances de se destacar com facilidade no mercado de trabalho, além de ter maior segurança e resolutividade na prestação do serviço.

Um bom parâmetro para se definir quais são as melhores residências em Cirurgia da Mão é a SBCM. Em seu site, existe uma lista de instituições credenciadas, bem como a divulgação dos principais processos seletivos na área.

Entre as instituições certificadas pela SBCM estão:

  • Escola Paulista de Medicina – Unifesp, com 04 vagas para 2021
  • Hospital São Lucas – da PUCRS, com 01 vaga para 2021
  • Faculdade de Medicina do ABC, com 02 vagas para 2021
  • Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia / INTO-MS, com 02 vagas para 2021
Sanar-Residência-Médica-Trial-Extensivo-R1-2021

Confira o vídeo:

Posts relacionados:

Referências:

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade. © Copyright, Todos os direitos reservados.