Carreira em Medicina

AVC isquêmico: o que você precisa saber

AVC isquêmico: o que você precisa saber

Compartilhar
Imagem de perfil de Prática Médica

O AVC isquêmico é caracterizado pela perda abrupta de circulação sanguínea em uma área do cérebro, resultando em uma perda correspondente da função neurológica.

O AVC isquêmico agudo é causado pela oclusão embólica ou trombótica de uma artéria cerebral. É mais comum do que o AVC hemorrágico.

Quadro clínico do AVC isquêmico

Os principais sinais e sintomas do AVC são:

  • Início abrupto de hemiparesia, monoparesia ou (raramente) quadriparesia
  • Déficits hemissensoriais
  • Perda visual monocular ou binocular
  • Déficits de campo visual
  • Diplopia
  • Disartria
  • Paralisia facial central
  • Ataxia
  • Vertigem (raramente isolada)
  • Nistagmo
  • Afasia
  • Diminuição repentina no nível de consciência

Apenas pelo quadro clínico não é possível distinguir se o AVC é isquêmico ou hemorrágico. No entanto, náuseas, vômitos, cefaleia e alteração do nível de consciência se apresentarem mais no AVC hemorrágico.

Diagnóstico do AVC isquêmico

A tomografia computadorizada (TC) sem contraste é a forma mais utilizada de neuroimagem na avaliação aguda de pacientes com suspeita de AVC agudo.

Exames laboratoriais

Hemograma completo: importante para auxiliar a revelar a causa do AVC, como policitemia, trombocitose, leucemia e afastar trombocitopenia ao considerar a terapia fibrinolítica.

Hemograma, glicemia, ureia, creatinina, sódio, cálcio, potássio, coagulograma (TP, TTPA e RNI), ECG e Rx tórax.

Glicemia, eletrólitos, ureia, creatinina, coagulograma (TP, TTPA e RNI), ECG, biomarcadores cardíacos, triagem toxicológica, teste de gravidez para todas as mulheres em idade fértil.

Manejo do AVC isquêmico

O objetivo no manejo emergente do AVC é concluir o seguinte dentro de 1 hora ou menos após a chegada do paciente:

  • Avaliar as vias aéreas, a respiração e a circulação (ABCs) e estabilizar o paciente conforme necessário
  • Concluir a avaliação inicial, incluindo exames de imagem e laboratoriais
  • Iniciar a terapia de reperfusão, se apropriado

Terapias

  • Terapia fibrinolítica
  • Agentes antiplaquetários
  • Trombectomia mecânica

Prevenção do AVC isquêmico

Prevenção primária

  • Antiagregantes plaquetários
  • Estatinas
  • Exercício
  • Intervenções de estilo de vida (como cessação do tabagismo e moderação do álcool)

Prevenção secundária

  • Antiagregantes plaquetários
  • Anti-hipertensivos
  • Estatinas
  • Intervenções de estilo de vida

Complemente seu raciocínio clínico aprendendo sobre tipos de AVC. Melhore seu atendimento aprendendo sobre achados clínicos no AVC e veja o código do AVC no CID-10.

Veja também quais exames solicitar no paciente com AVC, aprenda quais são os sinais precoces do AVC na TC, assim como o escore ASPECTS para AVC isquêmico agudo.

Conheça a Pós em Medicina de Emergência da Sanar

Não deixe a sua carreira para depois! Prepare-se para os casos mais desafiadores do PS com a Pós em Medicina de Emergência. Conheça a nossa metodologia drive-by-doctor e os professores que irão te acompanhar durante esta jornada.

Referências

  1. Medicina de emergências: abordagem prática / Herlon Saraiva Martins, Rodrigo Antonio Brandão Neto, lrineu Tadeu Velasco. 11. ed. rev. e atual. Barueri, SP: Manole, 2017.
  2. Oliveira, CQ, Souza, CMM, Moura, CGG. Yellowbook: Fluxos e condutas da medicina interna. SANAR, 1ª ed, 2017.
  3. Martins H S, Santos R , Arnaud F et al. Medicina de Emergência: Revisão Rápida. 1ª edição. Barueri, SP: Manole, 2016.
  4. 2018 Guidelines for the Early Management of Patients With Acute Ischemic Stroke: A Guideline for Healthcare Professionals From the American Heart Association/American Stroke Association;
  5. AVC isquêmico. Acesso em 22 de junho de 2021. Disponível em: https://emedicine.medscape.com