Medicina da Família e Comunidade

Coriza nasal: causas e quais tratamentos devo indicar ao paciente

Coriza nasal: causas e quais tratamentos devo indicar ao paciente

Compartilhar
Imagem de perfil de Sanar Pós Graduação

Entenda o que é a coriza nasal, suas causas e como tratá-la! Bons estudos!

A coriza nasal é uma manifestação exacerbada da secreção natural nasal. É um sintoma que, quando não regride, representa um motivo de investigação acerca de sua possível causa base.

Porque a coriza acontece?

Em condições normais, a cavidade nasal se mantém umidificada devido às drenagens fisiológicas nos seios paranasais.

Assim sendo, quando existe um desequilíbrio nesse processo, essa drenagem fica comprometida, atenuando-se. Devido a uma maior produção de secreções, a coriza ocorre.

São vários os fatores que podem causar esse desequilíbrio na atividade fisiológica de drenagem nasal. A exemplo deles, temos:

  • Gripe;
  • Resfriado;
  • Rinite alérgica;

Devido a esses diversos fatores, a coloração, textura e manifestação da coriza pode variar muito. Ainda, a sua principal função é a de expulsar o agente que está causando a doença.

Mas para compreender melhor a coriza e suas particularidades, é preciso entender melhor as doenças por trás dela.

Coriza nasal na gripe

A gripe é uma das doenças mais conhecidas no mundo, por ter sido motivo de pandemias e pequenas epidemias.

Os vírus causadores da doença são, frequentemente, os vírus influenza (de RNA) A, B e C (perfil antigênico). Sendo contagiosa, a gripe é capaz de se transmitir através de gotículas, pela tosse ou espirro, e por mãos contaminadas.

A coriza nasal é uma manifestação corriqueira na gripe, sendo um dos sintomas mais emblemáticos. Por ser contagiosa, é importante que o paciente seja orientado aos cuidados do contágio desde os primeiros sintoma, podendo ser a própria coriza nasal.

Como médico, é importante que um cuidado especial seja direcionado à pacientes:

  • Maiores de 65 anos;
  • Gestantes e puérperas;
  • Imunocomprometidos, como por HIV, neoplasias ou transplantados;
  • Crianças menores de 2 anos.

Assim, diante de uma queixa de coriza, é importante que esses pacientes relatem a característica. De maneira geral, ela será transparente, porém abundante.

Coriza nasal no resfriado

O resfriado é a principal causa de infecções das vias aéreas superiores. Por esse motivo, é intuitivo pensar que é a maior causa de coriza nasal.

Além da coriza, outros sintomas que acompanham o resfriado podem ser espirros e a obstrução nasal. Esses dois sintomas favorecem ainda mais a rinorreia, tornando a coriza ainda mais severa.

Apesar de sintomas semelhantes à gripe, o resfriado é sabidamente um quadro mais leve. Além dos já citados, é frequente a coceira no nariz, irritação na garganta.

Coriza nasal e rinite alérgica

A rinite alérgica é um transtorno sintomático associada à exposição do paciente sensibilizados à alérgenos.

A sua prevalência no Brasil é muito significativa desde a infância e juventude, apresentando-se em 12,6% dos escolares e cerca de 15,6% dos adolescentes. Esses dados alertam para a frequência de crises nesses grupos, estando a coriza presente.

Além do quadro clínico de obstrução nasal, prurido local e espirros em salvas, outros achados podem favorecer ainda mais o gotejamento pós-nasal.

Como exemplo, através de uma rinoscopia anterior é possível observar hipertrofia de cornetos nasais, o que favorece um prejuízo na filtração dos seios paranasais.

Coriza nasal
Figura 1: Rinoscopia anterior mostra hipertrofia de corneto nasal.

Como tratar a coriza nasal?

Segundo o Ministério da Saúde, o tratamento das causas bases de gripes e resfriados se baseia em tratar os sintomas.

Assim, a depender de qual seja ela, é importante medicar o paciente considerando o conforto respiratório.

Especificamente para a coriza, é importante que a região nasal esteja sempre limpa, através do hábito de assoar o nariz e fazendo lavagens com soro fisiológico.

Como fazer a lavagem nasal?

A lavagem nasal é feita com soro fisiológico 0,9%. Essa técnica consiste em injetar o soro na cavidade nasal a fim de que o líquido crie pressão suficiente para a secreção mucoide ser expelida pela contralateral.

Ela é favorecida pela pressão de injeção do soro e pela gravidade. Ou seja, posicionar a cabeça mais lateralmente pode ajudar na saída do muco.

  1. Seringa de 5 ou 10mL completa com soro fisiológico 0,9% ou um irrigador nasal;
  2. Respirar pela boca durante a lavagem;
  3. Deixar a cabeça lateralizada;
  4. Pressionar a seringa a fim de gerar uma pressão dentro da cavidade nasal.
Limpador/Higienizador/Lavador/Irrigador/Lavagem Nasal 300/500 ml 2 bicos  adulto e infantil para alergia e sinusite Pronta entrega | Shopee Brasil
Figura 2: Irrigador nasal.

A lavagem nasal é recomendada de 3 a 4 vezes na semana, o que pode variar dependendo da necessidade.

Descongestionantes nasais: quando usar?

É comum que, associado à coriza nasal, a congestão esteja presente.

Esse é certamente um sintoma desconfortável para o paciente, uma vez que compromete atividades básicas do dia a dia, além do próprio sono.

Para aliviar os sintomas, o uso dos descongestionanetes nasais são a primeira alternativa, visto que são de rápida ação. No entanto, é importante ter conhecimento dos efeitos colaterais desse tipo de medicação. Os descongestionantes podem ser orais ou tópicos.

Por serem um estimulante adrenérgico, causam vasoconstrição, hipertensão, tremores e palpitações. Assim, é importante ter cautela ao prescrever os descongestionantes para pacientes idosos, hipertensos e ou com arritmias.

Posts Relacionados

Perguntas frequentes

  1. Quando a coloração da coriza nasal apresenta coloração amarelo-esverdeada significa que a infecção é bacteriana?
    Não necessariamente. O aspecto esverdeado ou amarelado é resultado de degradação neutrofílica.
  2. Os descongestionantes nasais são indicados para todos os pacientes?
    Não. A condição de saúde do paciente deve ser avaliada com cautela antes de fazer uso de descongestionantes nasais.
  3. Qual é a maior causa de coriza?
    Por ser mais frequente, o resfriado é a maior causa de coriza nasal.

Referências

  1. CURSO DE ATUALIZAÇÃO EM MEDICINA DE FAMÍLIA E COMUNIDADE (SBMFC).