Cirurgia geral

As melhores residências em Cirurgia Geral

As melhores residências em Cirurgia Geral

Compartilhar
Imagem de perfil de Sanar Residência Médica

Não é uma tarefa fácil estabelecer quais são as melhores residências em Cirurgia Geral. Afinal, além de não haver uma única metodologia para comparar os mais diferentes programas, diversas regiões do Brasil têm pelo menos uma Residência em Cirurgia Geral de referência e reconhecida pelo CBC (Colégio Brasileiro de Cirurgiões).

A Cirurgia Geral oferece uma visão global do paciente cirúrgico, permitindo a elaboração de suspeitas diagnósticas e eventuais intervenções. A residência é pré-requisito para a grande maioria das especialidades cirúrgicas e demanda muita dedicação, uma vez que é uma das formações mais exaustivas.

Mercado de trabalho

Em 2020, de acordo com a Demografia Médica no Brasil, foi revelado que havia 34.065 médicos cirurgiões gerais no Brasil, equivalente a 8,9% do total de médicos registrados. 51% desses especialistas estão na região sudeste. O norte do país é a região que tem menos profissionais, com apenas 4,1% do total.

Segundo o site Salario.com.br um Cirurgião Geral no Brasil ganha em média R$ 7.226,99 para uma jornada de trabalho de 20 horas semanais. No cargo de Cirurgião Geral se inicia ganhando R$ 6.974,00 de salário e pode vir a ganhar até R$ 11.001,00. A média salarial para Cirurgião Geral no Brasil é de R$ 8.461,00. 

Na maioria das vezes, a carreira do cirurgião-geral inicia-se no hospital de trauma, em plantões de emergência. O médico também pode atuar em consultas pré-operatórias e cirurgias eletivas.

A residência médica em Cirurgia Geral

Desde 2019, a especialização de cirurgia geral foi dividida em duas áreas: Área Cirúrgica Básica e Programa de Cirurgia Geral. A residência de Cirurgia Geral tem duração de 3 anos e o médico recebe o título de Cirurgião Geral. A Área Cirúrgica Básica dura 2 anos e é pré-requisito para diversas especialidades cirúrgicas:

  • Cancerologia cirúrgica;
  • Cirurgia cardiovascular;
  • Cirurgia de cabeça e pescoço;
  • Cirurgia do aparelho digestivo;
  • Cirurgia pediátrica;
  • Cirurgia plástica;
  • Cirurgia torácica;
  • Cirurgia vascular;
  • Coloproctologia;
  • Urologia;
  • Nutrologia;
  • Mastologia;
  • Medicina intensiva.

Em geral, a residência em Cirurgia Geral é estruturada da seguinte forma:

  • R1: Treinamento para realização de procedimentos; Consultas pré-operatórias; Diagnóstico de diversas patologias cirúrgicas; Avaliação de vítimas de politraumatizado; Cirurgias ambulatoriais; Urologia e emergências.
  • R2: Abordagem Inicial do Trauma Cranioencefálico e Raquimedular; Trauma Cervical; Trauma Torácico; Trauma Abdominal; Trauma Vascular; Hemostasia; Queimaduras. Lesões de pele; Transplantes – Aspectos Gerais;
  • R3: treinamento para cirurgias mais específicas como cirurgia da Tireoide e Paratireoide; Cirurgia da Adrenal; Bases da Cirurgia Torácica; Cirurgia das Hérnias; Abdome Agudo Não Traumático; etc.

Metodologia

Determinar as melhores residências em Cirurgia Geral é um trabalho árduo e minucioso. Dessa maneira, neste momento, vamos mostrar quais são algumas das principais instituições reconhecidas como referência quando falamos nessa especialidade.

USP

O programa de residência em Cirurgia Geral da USP está entre os mais concorridos do país. O programa ocorre no Hospital das Clínicas da FMUSP, considerado o maior complexo de saúde da América Latina.

​O residente passa por treinamento para formação em Cirurgia Geral, emergência e trauma. A área de cirurgia e trauma tem uma carga horária superior a 50% e é distribuída em plantões semanais no Pronto Socorro.

​Ao longo dos anos o residente atua com o cirurgião ou auxiliar nos procedimentos operatórios mais complexos da parede abdominal, cirurgia vídeo-laparoscópica, cirurgia oncológica, emergência abdominal não traumática, emergência traumática. Também há participação em procedimentos das outras especialidades cirúrgicas (torácica, vascular, urologia, plástica).

USP é uma das instituições que adota a divisão entre os programas de residência em Cirurgia Geral e de pré-requisito em Área Cirúrgica Básica. Por isso, na hora de realizar sua inscrição, é bom que você já saiba qual das duas vai fazer.

Segundo o edital de residência médica da USP 2021, foram ofertadas 33 vagas de pré-requisito em Área Cirúrgica Básica, além de 10 reservadas às Forças Armadas. Cada uma delas foi disputada por quase 22 candidatos!

Já a residência em Cirurgia Geral contou com 3 vagas, além de 2 reservadas às Forças Armadas. A relação candidato/vaga foi de 21.

UNIFESP

O programa de residência da UNIFESP é realizado no Hospital São Paulo (HSP), o Hospital Universitário da Universidade Federal de São Paulo. O hospital é considerado um dos melhores centros formadores de médicos, já com 77 anos de atividade.

No HSP o residente tem a oportunidade de atuar em um dos maiores hospitais universitários do país com grande demandas cirúrgicas de média e alta complexidade. Além disso, a instituição também conta com diversas programações teóricas e apoio à produção científica.

Outra instituição bastante tradicional, a Unifesp está oferecendo 6 vagas para a residência em Cirurgia Geral, segundo o edital. A concorrência não é pouca: 19 candidatos por vaga!

Para a residência em Área Cirúrgica Básica, por outro lado, foram 17 vagas (+1 reservada às Forças Armadas). A relação candidato/vaga foi ainda um pouco maior, chegando a 21.

Unicamp

O Hospital de Clínicas da Unicamp constitui-se um dos pilares de excelência da saúde pública do Estado de São Paulo. Além de ser centro de referência nacional em serviços terciários, é também considerado um dos maiores hospitais universitários do país.

O programa de residência médica de Cirurgia Geral da Unicamp é um dos mais concorridos do país. São diversos os campos de atuação durante a formação: Hospital de Clínicas da Unicamp, Hospital Estadual Sumaré (HES), Centro de Diagnóstico de Doenças do Aparelho Digestivo (Gastrocentro) e alguns Ambulatórios Médicos de Especialidades.

Instituição pública muito reconhecida, a Unicamp também já adota a divisão dos programas. Para a residência em Cirurgia Geral, foram oferecidas apenas 2 vagas para 2021. Já para a residência em Área Cirúrgica Básica, foram 16 vagas, além de uma reservada ao Exército. As relações candidato/vaga ainda não foram reveladas.

Vale ressaltar: excepcionalmente esse ano a Unicamp NÃO tem entrevista e nem prova prática na segunda fase, somente entrega de currículo!

IAMSPE

Outra instituição muito procurada para fazer residência em Cirurgia Geral é o IAMSPE.

O Instituto de Assistência Médica ao Servidor Público Estadual (IAMSPE) oferece atendimento a 1,3 milhão de usuários por meio de uma rede própria e credenciada distribuída em 173 municípios do Estado de São Paulo.

São 80 hospitais, além do hospital próprio de alta complexidade, o Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), onde são realizados os programas de residência médica, credenciadas pelas Comissões Estadual e Nacional de Residência Médica.

Para Cirurgia Geral estão sendo oferecidas somente 3 vagas, com 26 candidatos disputando cada uma delas. Para Área Cirúrgica Básica, que conta com 16 vagas, a relação candidato/vaga é de 40.

O treinamento em serviço do IAMSPE é desenvolvido no Hospital do Servidor Público Estadual (HSPE), sob a orientação de diversos profissionais.

E se você já está se preparando para a prova do IAMSPE, já deve saber que, assim como a Unifesp, a prova de residência médica tem um componente especial: a prova multimídia!

Unesp

A Faculdade de Medicina de Botucatu (UNESP) oferece vagas de residência médica para programas de áreas Básica, Especializada de Acesso Direto ou em Especialidades.

Fundada em 1976, a Universidade Estadual Paulista (UNESP) é uma das principais instituições públicas do estado, ao lado da USP e da UNICAMP. Os processos seletivos delas englobam ao todo 34 unidades em 24 cidades.

A Unesp é a única instituição da lista que não dividiu os programas de residência em Cirurgia Geral, pelo menos ainda. Segundo o edital 2021, estão sendo oferecidas 11 vagas para a residência em Área Cirúrgica Básica, além de 1 das Forças Armadas. Também nesse caso, a concorrência ainda não foi revelada.

O Hospital das Clínicas da Unesp se localiza em Botucatu, no interior do estado de São Paulo. Lá, são desempenhadas as atividades práticas da residência em Cirurgia Geral, podendo ser uma boa opção a considerar caso você procure esse tipo de vivência.

O residente de Cirurgia Geral da Unesp é responsável pela sala de trauma e por todos os atendimentos de pacientes da Geral e das especialidades cirúrgicas no Pronto Socorro. Nesta residência há muito trabalho, mas a formação é completa para lhe dar segurança ao atendimento de urgência e ao manejo do paciente na enfermaria.

Conclusão sobre as melhores residências em Cirurgia Geral

A escolha da Residência Médica é um ponto fundamental da carreira de qualquer médico. Dessa forma, é muito importante que você conheça as instituições que oferecem a especialidade, o que permite uma melhor escolha.

Na hora de escolher as melhores residências em Cirurgia Geral para a sua carreira, é importante se atentar para programas que ofereçam ampla atuação prática em instituições bem equipadas, com bons preceptores e que possibilite a formação de um visão geral do paciente.

Como já falamos, os programas de residência da USP, UNIFESP, Unicamp, IAMSPE e UNESP são alguns dos mais procurados e completos do país. Além de serem instituições tradicionais e renomadas, estão localizadas em São Paulo, o maior centro de referência em saúde, ciência e tecnologia do Brasil.

Conheça as melhores residências médicas:

Referências:

Demografia Médica no Brasil 2018

Residência em Cirurgia Geral: rotina, mercado e desafios!

Residência de Cirurgia Geral: você sabe realmente como é?

Cirurgia Geral na FMUSP

Confira o vídeo:

Perguntas frequentes

  1. Qual a concorrência para cirurgia geral na USP-SP?

Pode chegar a 22 candidatos por vaga.

2. Qual a concorrência para cirurgia geral na UNIFESP?

Pode chegar a 19 candidatos por vaga.

3. Qual a concorrência para cirurgia geral na UNICAMP?

Pode chegar a 16 candidatos por vaga.