Reumatologia

Resumo de Síndrome de Reiter: epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento

Resumo de Síndrome de Reiter: epidemiologia, fisiopatologia, diagnóstico e tratamento

Compartilhar

Sanar

4 min há 145 dias

Definição

A Síndrome de Reiter durante muitos anos foi relacionada como sinônimo de Artrite Reativa. Entretanto, essa condição define-se pela apresentação da artrite reativa (AR), associada a conjuntivite e uretrite. Assim como as artrites reativas, a síndrome de Reiter faz parte do grande grupo das artrites soronegativas. 

Essa tríade (AR + conjuntivite + uretrite) é mais frequentemente encontrada quando a infecção ocorre por Shigella e Chlamydia.

Epidemiologia de Síndrome de Reiter

A síndrome de Reiter afeta, predominantemente, homens na segunda ou terceira década de vida. Mais de 80% possuem HLA-B27 (um gene para o antígeno leucocitário humano) positivo. Pode se apresentar como uma artrite persistente e recidivante em 30 a 60% dos casos.

Fisiopatologia

A síndrome de Reiter consiste numa artrite reativa asséptica, inflamatória, desenvolvida secundária a uma infecção extra-articular primária, em sitio uretral e conjuntival. Sua fisiopatologia é semelhante a da artrite reativa.

A síndrome de Reiter consiste numa artrite reativa asséptica, inflamatória, desenvolvida secundária a uma infecção extra-articular primária, em sitio uretral e conjuntival. Sua fisiopatologia é semelhante a da artrite reativa.

Quadro clínico de Síndrome de Reiter

Como dito, essa condição caracteriza-se pela manifestação da tríade artrite + uretrite + conjuntivite. Normalmente, inicia-se com o quadro de uretrite, que pode ser infeccioso ou não. A secreção uretral costuma ser em pouca quantidade, o que pode fazer com que passe despercebida. 

A conjuntivite também costuma ser mínima, persistindo por poucos dias ou semanas. Eventualmente apresenta-se sintomática, com eritema conjuntival, ardência, prurido e secreção purulenta.

Conjuntivite identificada pela vermelhidão da mucosa ocular e uveíte anterior (irite) com hipópio (presença de pús identificada pela região esbranquiçada presente na íris). Fonte: © 2021 UpToDate, Inc.

A artrite, por sua vez, possui característica de ser uma oligoartrite assimétrica de início agudo, frequentemente afetando as extremidades inferiores.

Edema assimétrico devido a artrite reativa assimétrica.  Fonte: © 2021 UpToDate, Inc.

Além da tríade clássica, podem manifestar outras complicações, como uveíte anterior, balanite circinada, úlceras orais, ceratoderma blenorrágico. A uveíte anterior apresenta-se através de eritema ocular, dor, e se não tratada pode culminar em perda visual. As úlceras orais e a balanite são superficiais e indolores. 

Diagnóstico de Síndrome de Reiter

O diagnóstico é essencialmente clínico, através da história clínica da presença da tríade típica. Não há nenhum exame laboratorial ou radiológico que comprove esta condição. Deve ser suspeitada nos casos de artrite aditiva com os comprometimentos extra articulares já citados. 

A artrocentese pode ser realizada para excluir o principal diagnóstico diferencial das artrites reativas, que é a artrite séptica. 

Tratamento de Síndrome de Reiter

Assim como na artrite reativa, os sintomas agudos devem ser tratados prioritariamente com Antiinflamatórios não esteroidais (AINE) em doses máximas. Não há evidências de superioridade entre os AINEs presentes no mercado, mas os mais utilizados são a Indometacina ou o Naproxeno. Em alguns casos, pode-se utilizar glicocorticóides associados, apesar de não haverem estudos que comprovem a eficácia ou superioridade na terapia. 

Em casos resistentes ao tratamento com AINEs e glicocorticóides, pode-se utilizar as Drogas Modificadoras de Atividade da Doença (DMARDs), como a sulfassalazina ou o metotrexato. O tratamento antimicrobiano pode ser instituído caso a infecção genitourinária ainda esteja em curso, assim como a conjuntivite. 

Posts relacionados:

Referências:

YU, David T. TUBERGEN, Astrid van. Reactive arthritis. UpToDate, Inc., 2021. Acesso em: 27 de maio de 2021.

Compartilhe com seus amigos:
Política de Privacidade © Copyright, Todos os direitos reservados.